Servidores da educação em greve terão novas negociações com governo
Natal, RN 25 de jun 2024

Servidores da educação em greve terão novas negociações com governo

4 de junho de 2024
3min
Servidores da educação em greve terão novas negociações com governo
Dia 11 será mesa com os técnico-administrativos e dia 14 com docentes | Foto: Sinasefe Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Após diferentes atos pelo Brasil e depois de cerca de duas horas ocupando uma sala do prédio do Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) em Brasília, os servidores da educação que estão em greve conquistaram o agendamento de novas mesas de negociações. 

Na capital federal, a mobilização foi feita pelo ANDES-SN, Sinasefe e Fasubra. Foi confirmado o agendamento de reuniões na próxima terça-feira (11) com os técnico-administrativos e no dia 14, sexta-feira da semana que vem, com docentes, ambas no Ministério da Educação.

Em Natal, na data que marcou os 60 dias da greve no IFRN, os servidores da instituição estiveram mobilizados pela manhã no piquete com aula pública que aconteceu no Campus Natal-Central.

Para Fernando Varella, coordenador geral do Sinasefe Natal, o dia foi de ações conjuntas para que o governo mantivesse o diálogo com a classe trabalhadora.

“E ontem, infelizmente, o governo não trouxe nada de novo com relação à proposta, mas sinalizou que tem um compromisso, tem toda uma ação com os parlamentares para ver se o governo consegue recursos de outra fonte para poder estar abrindo a negociação com um valor que seja minimamente aceitável para a categoria”, disse.

Ainda assim, ele celebrou a “pequena conquista” que foi reabrir o diálogo com o governo.

“O governo já estava na situação de dizer que não dialogava mais com a classe trabalhadora. Isso é muito ruim, principalmente uma classe que é base desse governo. Fomos nós, certamente, que impactamos muito para eleger Lula com toda a ação, todo o trabalho dos educadores, dos institutos federais, das universidades, dos técnicos da educação, na luta, na rua, para eleger e conseguimos realmente reverter um quadro de um governo fascista nesse país”, afirmou.

Mobilização na capital potiguar

A atividade do Sinasefe Natal fez parte da programação do Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação Federal, iniciou logo cedo com o Comando de Greve Unificado fechando os portões da unidade e chamando a comunidade acadêmica para participar do ato em frente.

Após um café da manhã, o vereador e professor Robério Paulino (PSOL) ministrou uma aula pública sobre Orçamento Público. Logo em seguida, os servidores fizeram suas intervenções e finalizaram a atividade com o bolo dos dois meses da greve, com direito a soprar vela e fazer o pedido ao governo federal: recomposição do orçamento dos Institutos Federais, reestruturação das carreiras, revogação das medidas contrárias aos serviços públicos e reajuste salarial já!
Já na UFRN, trabalhadores técnico-administrativos e estudantes fizeram uma manifestação na manhã da segunda (3) e fecharam por alguns minutos a marginal da BR-101, no acesso ao campus universitário. A exigência, também, foi por reajuste salarial para os servidores em greve e recomposição orçamentária para a educação.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.