Marcha Mundial das Mulheres acontece neste fim de semana em Natal
Natal, RN 15 de jul 2024

Marcha Mundial das Mulheres acontece neste fim de semana em Natal

5 de julho de 2024
5min
Marcha Mundial das Mulheres acontece neste fim de semana em Natal
Foto: Divulgação Marcha das Mulheres

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Marcha Mundial das Mulheres (MMM), movimento feminista presente em 20 estados brasileiros e em cinco continentes do mundo, vai acontecer de 6 a 9 de julho em Natal. O encontro será o 3° Nacional e pretende reunir mais de mil mulheres de 23 estados do Brasil, dentre elas a governadora do RN, Fátima Bezerra, e a Ministra das Mulheres, Aparecida Gonçalves, que vão participar da cerimônia de abertura, neste sábado (6), no Auditório da Escola do Governo. 

O encontro vai homenagear Nalu Faria, fundadora e dirigente feminista, socialista e uma das principais articuladoras para a construção da MMM, que morreu em outubro do ano passado aos 64 anos. Além disso, o evento vai contar com a presença de uma delegação internacional da Marcha Mundial das Mulheres, incluindo a turca Yildiz Temürtükan, Secretária Internacional da Marcha Mundial das Mulheres; a venezuelana Alejandra Laprea, representando o secretariado internacional; e as turcas Pınar Yüksek e Pınar Abdal. 

Movimentos sociais do Brasil e do mundo também participarão do encontro, como Articulação de Mulheres Brasileiras; Alba Movimentos; Amigas da Terra Brasil; Amigos da Terra Internacional; Centro Marthin Luther King; Central de Movimentos Populares; CUT Nacional; Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais e Quilombolas – CONAQ; Escola Internacional para Organização Feminista Berta Cáceres – IFOS; MST; MTST; Rede Latinoamericana de Mujeres e Rede Xique Xique.

O Encontro será apenas para militantes inscritas, mas terá dois momentos abertos para participação do público geral e será dividido em três eixos principais: leitura da conjuntura, construção de alternativas e organicidade. Nos 20 estados onde o movimento se organiza, estão sendo realizados encontros de formação e preparação, com rodas de conversa, mutirões, debates, feiras e a batucada.

“O encontro vai acontecer em um momento importante da conjuntura nacional e internacional porque a gente percebe uma mudança nessa tensão de conjunturas”, define Adriana Vieira, da coordenação nacional da Marcha Mundial das Mulheres e militante do movimento no Rio Grande do Norte.

“Precisamos nos manter nas ruas porque a luta não para. São mil mulheres vindas de todo o Brasil e também com uma representação internacional, demonstrando a força que nós temos. Enquanto movimento, nós temos muito a construir e colaborar para mudar o mundo e a vida das mulheres”, afirma.

Histórico

Os outros encontros nacionais aconteceram respectivamente em Belo Horizonte (2006) e São Paulo (2013). Os encontros nacionais da MMM são importantes para debater e aprofundar os campos de ação do movimento frente aos desafios da conjuntura, como nas edições anteriores: o debate do salário mínimo, a soberania alimentar, luta antirracista, porcorpos e sexualidades livres, educação não sexista, além da solidariedade feminista internacional entre os povos.

Confira a programação completa:

Toda a programação do encontro ocorrerá nos espaços da Escola de Governo no Centro Administrativo do Rio Grande do Norte, Avenida Salgado Filho, s/n, Lagoa Nova – Natal/RN.

Sábado – dia 06 | Abertura e Conjuntura

  • 9h: Abertura interna do encontro com mística e acolhimento | Plenária grande
  • 10h: Mesa – Feminismo e os desafios da conjuntura
  • 14h – 16h30: Grupos de debate – Feminismo e os desafios da conjuntura
  • 17h -19h: Abertura do 3° Encontro Nacional da Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria” | Plenária grande
  • 20h – 22h30: Cultural | Escola de Governo

Domingo – Dia 07 | Resistências, Lutas e Alternativas

  • 9h – Mística e chamamento para presença | Plenária grande Mesa – 6ª Ação Internacional “Seguiremos em marcha contra as guerras e o capital, por soberanias populares e bem viver”
  • 10h – 12h: Seminários: Eixos da 6ª Ação Internacional | Auditórios
  • Seminário 1 – Defender os bens comuns contra as corporações transnacionais: Justiça climática, luta contra a mineração e os impactos da energia eólica e solar.
  • Seminário 2 – Paz e desmilitarização: Enfrentamento a violência contra as mulheres, o racismo e a luta por paz e desmilitarização
  • Seminário 3 – Economia feminista baseada na sustentabilidade da vida e soberania alimentar: luta pela terra e território, agroecologia, agricultura urbana e cozinhas coletivas e a relação com economia solidária.
  • Seminário 4 – Economia feminista baseada na sustentabilidade da vida: mundo do trabalho e alternativas para autonomia das mulheres
  • Seminário 5 – Autonomia sobre nossos corpos e sexualidade: Legalização do aborto, luta contra a mercantilização da vida das mulheres e autonomia dos corpos e sexualidade.
  • 14h – 17h30 – Socialização dos debates e construção da agenda política | Plenária geral
  • 18h30 – 22h30 – Cultural | Escola de Governo

Segunda – Dia 08/07 | Organicidade

  • 9h – Mística e chamamento para presença | Plenária grande
    Mesa: Os princípios organizativos da Marcha Mundial das Mulheres e formas de continuar fortalecendo o nosso movimento.
  • 10h – 12h – Debate em grupos: Organicidade da Marcha Mundial das Mulheres | Auditórios
  • 15h: Ato Público | Em frente ao IFRN Campus Central
  • 18h30 – 22h30: Cultural | Escola de Governo

Terça – Dia 09/07 | Organicidade e Encerramento

  • 9h: Mística e chamamento para presença | Plenária grande
    Mesa: Organização da Marcha Mundial das Mulheres
  • 10h – 12h: Debate em grupos: Organicidade da Marcha Mundial das Mulheres | Auditórios
  • 1h – 17h: Plenária final: calendário de lutas e apresentação da declaração do 3° Encontro da Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria” | Plenária Geral
  • 17h: Ciranda de encerramento
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.