Fátima assume presidência do Consórcio Nordeste
Natal, RN 3 de mar 2024

Fátima assume presidência do Consórcio Nordeste

31 de janeiro de 2024
4min
Fátima assume presidência do Consórcio Nordeste
Fotos: Assecom / Carmem Félix

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A governadora Fátima Bezerra (PT) assumiu nesta quarta-feira (31) a presidência do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste). Ela se tornou a primeira mulher a estar à frente da entidade que congrega os nove estados da região.

A cerimônia aconteceu no Centro de Convenções de Natal, junto à Assembleia Geral do Consórcio. Fátima sucedeu o governador da Paraíba João Azevêdo (PSB).

Em seu discurso, a governadora destacou o protagonismo potiguar nos espaços de poder, citando os exemplos do primeiro voto feminino do Brasil (Celina Guimarães) e a primeira mulher eleita prefeita do país (Alzira Soriano), lembrando ainda da “mulher de vanguarda” que foi Nísia Floresta.

De acordo com a chefe do Executivo potiguar, o momento é de reafirmar a defesa da democracia. Sem citar diretamente, ela criticou a gestão de Jair Bolsonaro (PL), “um governo de perfil autoritário, obscurantista, que não valorizava o diálogo; pelo contrário, que desprezava o diálogo”

Fátima destacou as ações que quer deixar como marca na sua gestão à frente do Consórcio Nordeste. A primeira é a instalação do Comitê de Monitoramento e Enfrentamento às Mudanças Climáticas. 

“Nós pretendemos estabelecer uma nova abordagem em relação à Caatinga, buscando métodos inovadores de intervenção governamental que serão parte de um projeto integrado à Política Nacional de Meio Ambiente. Essa iniciativa beneficiará os 27,8 milhões de nordestinos que vivem nesse bioma, especialmente os 1,8 milhão de agricultores familiares”, apontou.

“Nossa região é uma das áreas mais afetadas por secas e alagamentos constantes, gerando gravíssimos impactos para diversos setores da nossa economia, para diferentes serviços públicos e para o bem-estar da nossa população, inclusive com o deslocamento de pessoas para diferentes territórios em busca de uma melhor qualidade de vida”, disse a governadora.

Outra prioridade, disse, é o Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 3), que voltou com Lula. 

“O PAC 3 está destinando para todas as regiões do Brasil cerca de R$ 1,7 trilhão, dos quais mais de 40% estão destinados para o Nordeste”, citou.

A governadora também falou da criação de um outro comitê, em articulação com a Casa Civil, desta vez para monitorar e acompanhar os investimentos do PAC no Rio Grande do Norte e nos demais estados do Nordeste. O foco será na infraestrutura hídrica.

“O Ramal do Apodi e outros precisam e serão entregues sim à população pelo presidente Lula”, destacou.

Para Fátima, as estradas compõem outra área como prioridade, e também estão previstas dentro do PAC. O destaque principal é a duplicação da BR-304, além da expansão das energias renováveis, em que citou a agenda da descarbonização.

Agricultura familiar e parceria chinesa

Segundo a governadora, há uma lacuna na mecanização da agricultura familiar no Brasil, especialmente no Nordeste. Menos de 3% da agricultura familiar conta com algum tipo de mecanização.

“O que é um paradoxo, porque o Nordeste responde por mais de 50% da produção de alimentos no Brasil, contudo, a mecanização na agricultura familiar não chega a 3%”, lamentou.

Ela citou, então, uma parceria iniciada com o governo da China, via Consórcio Nordeste. Nesta quarta (31), chegaram ao Rio Grande do Norte representantes das empresas chinesas que produzem equipamentos voltados para a realidade da agricultura familiar. O objetivo é trazer investimentos chineses para o Nordeste, com a instalação de uma fábrica de pequenos equipamentos agrícolas. Um primeiro contêiner com equipamentos já chegou ao município de Apodi trazendo 29 máquinas que serão testadas por famílias do Oeste do Estado, segundo informou Fátima.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.