Banda do Siri resiste e renova o carnaval da Redinha
Natal, RN 20 de jun 2024

Banda do Siri resiste e renova o carnaval da Redinha

23 de fevereiro de 2020
Banda do Siri resiste e renova o carnaval da Redinha

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Foi em 1987, no carnaval de Pirangi e assistindo a Banda do Cajueiro, que moradores do bairro da Redinha perceberam foliões que saíam de seus bairros e se deslocavam para a zona sul de Natal para brincar o carnaval. Ao voltar para a Redinha, Fábio Lima articulou um bloco com outros moradores e organizadores de algumas iniciativas carnavalescas que já aconteciam no Bairro. Assim nasceu a Banda do Siri.

No ano seguinte, em 1988, o bloco estreou com a Banda, saiu às ruas com 10 músicos e, ainda assim, arrastou uma multidão. "A nossa proposta era e é fazer um carnaval da liberdade, onde as pessoas podem brincar perto de casa, do jeito que querem, vestidos com suas fantasias e com toda a alegria do carnaval na praia da Redinha", conta o criador da Banda do Siri, Fábio Lima.

Durante alguns anos, o bloco saía todos os quatro dias de carnaval, mas hoje ainda vai às ruas em dois, o domingo e a terça. Os dias ficam marcados no calendário dos foliões da Zona Norte, já que o bloco completa 32 anos em 2020 e se tornou uma tradição local.

Para Fábio Lima, a Banda do Siri foi imprescindível para a consolidação do carnaval natalense com o Pólo de shows na Redinha. "Mesmo já existindo outras manifestações carnavalescas, a Banda do Siri deu uma nova cara ao carnaval, com bonecos gigantes, estandartes. Apesar da Redinha e da Zona Norte viver no abandono pelo poder público, que não dá a prioridade necessária ao nosso carnaval, nós seguimos resistindo, fazendo a festa pro povo e junto com o povo, que precisa celebrar a alegria pois vivemos um período de grandes ameaças a democracia", relata.

A banda do Siri colore as ruas da praia da Redinha nos finais de tarde do carnaval, a partir das 17h, com concentração na Praça do Cruzeiro. Confira abaixo a programação dos dois dias de bloco.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.