Com o apoio dos governadores, Alberto Fernández decretou a quarentena obrigatória na Argentina
Natal, RN 22 de jun 2024

Com o apoio dos governadores, Alberto Fernández decretou a quarentena obrigatória na Argentina

20 de março de 2020
Com o apoio dos governadores, Alberto Fernández decretou a quarentena obrigatória na Argentina

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Presidente da Argentina Alberto Fernández anunciou o isolamento social obrigatório em todo o país a partir da meia-noite desta sexta-feira (20). A medida restritiva irá até terça-feira, 31 de março inclusive, e será destinada a praticamente toda a população.

A restrição foi aprovada por todos os governadores e visa retardar o avanço do coronavírus.

“Nós fizemos um grande esforço para fazer as pessoas entenderem que elas tinham que se isolar. Suspendemos as aulas, promovemos o trabalho à distância, estabelecemos interrupções administrativas. E, no entanto, continuamos a ter problemas com pessoas que não entendem que não se pode circular porque expõe o outro”, explicou o presidente.

Fernández alertou que, a partir de “0 horas de amanhã (sexta-feira), todos os argentinos deverão se submeter ao isolamento social, preventivo e obrigatório” e isso implica que a partir desse momento “ninguém poderá sair de suas casas”. Nesse sentido, acrescentou: “Tomamos essa medida tentando tornar os efeitos da economia os menos prejudiciais possíveis”.

Exceto para comprar alimentos ou remédios ou ir ao médico, todos devem ficar em casa. Algumas atividades serão excluídas: funcionários públicos da administração nacional e/ou provincial, médicos, policiais e algumas atividades essenciais tais como produção de alimentos, drogas ou petróleo.

“Estamos lutando contra um inimigo invisível, precisamos do comprometimento e da contribuição de cada um de nós. Temos que cuidar de nós mesmos e do próximo. Confio na responsabilidade de todos”, afirmou Alberto Fernández.

Fonte: Primereando las noticias / Argentina Traduzida

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.