+ Notícias

Deputado critica atraso em repasse pelo governo Bolsonaro de verba para recuperação da barragem Passagem das Traíras

O Presidente da Frente Parlamentar das Águas no RN, deputado estadual Francisco do PT, comentou os anúncios feitos pelo Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, na visita que fez ao Estado na quarta-feira (24), sobre as obras hídricas que estão em andamento em território potiguar.

Para o parlamentar, o repasse de 1,3 milhão para a continuidade das obras é uma boa notícia, no entanto, o parlamentar lembrou que parte desse recurso (R$ 552,4 mil) destinado para a recuperação da Barragem Passagem das Traíras, está sendo repassado com atraso, porque é o valor referente apenas ao serviço que já foi realizado pelo Governo do Estado, como medida de segurança.

“A Barragem Passagem das Traíras sofreu anos com a falta de manutenção, o que levou o reservatório a uma situação crítica, sendo necessária, depois de estudos feitos, a abertura de uma fenda no local, para evitar acidente, o que seria catastrófico para as populações no curso no rio. O governo passado já sabia disso, mas foi o atual Governo do Estado que realizou o serviço e, para isso, utilizou recursos próprios. O anúncio feito pelo ministro corresponde apenas ao valor de reposição”, disse.

Francisco lembrou ainda que o Governo Federal precisa garantir o recurso para a recuperação da barragem e que isso tem que acontecer de forma urgente. O valor total da obra é de 21,9 milhões. “O Seridó tem pressa para a conclusão dessa obra, porque tivemos um excelente ano de chuvas e, infelizmente, não foi possível acumular essas águas. Não podemos perder novamente essa oportunidade no próximo ano e isso só vai acontecer se o Governo Federal realmente garantir os recursos para isso”, afirmou o deputado Francisco.

Sobre a Barragem Oiticica, considerada a maior obra hídrica em andamento no RN, Francisco destacou que os trabalhos já estão 83% concluídos, tendo sido a grade parte realizada ainda no governo Dilma.

Ao Governo Federal atual, cabe garantir as condições necessárias para que o Governo do Estado também possa concluir essa obra. E não só ela, mas ainda o ‘Projeto Seridó’, que é o projeto de construção e integração de adutoras, além de barragens como a Dinamarca, em Serra Negra do Norte”, ressaltou o parlamentar.

O deputado lembrou ainda que o Governo Federal também precisa dar celeridade aos trabalhos de conclusão da Transposição do Rio São Francisco.

“Quando a presidenta Dilma foi retirada do cargo, as obras da transposição das águas do Rio São Francisco já estavam 95% concluídas e já se passaram 4 anos, por isso, não há mais como esperar. É até difícil de entender como essas águas podem chegar antes ao Ceará e não chegaram aqui”, argumentou o deputado Francisco, que também integra a Frente Interestadual em Defesa da Transposição.

 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo