+ Notícias

Marco histórico, Zona Norte ganha primeira Universidade Pública com prédio da UERN

Marco histórico para capital potiguar, a Zona Norte, maior e mais populosa região administrativa da cidade, abrigará em sede própria uma Universidade Pública. Nesta quarta-feira (25), a governadora Fátima Bezerra fez a entrega do novo prédio da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Com especial emoção e reconhecimento da grandeza do momento, celebramos 20 anos da UERN em Natal com a entrega de um novo prédio. Que alegria! Isso é compromisso cumprido pelo nosso Governo”, afirmou a chefe do poder executivo estadual, chanceler da UERN.

A obra, iniciada em 2009, foi paralisada duas vezes. Sua retomada só aconteceu no início da gestão do PT, em fevereiro de 2019.

“Outros governadores já poderiam ter feito essa obra, ampliado esse espaço de produção de conhecimento e ciência, que permite – há tantos anos – autonomia e emancipação a tantos alunos e alunas, mas não tomaram a decisão de fazer”, disse a governadora.

Paralisada ainda no governo de Wilma de Faria, a obra passou toda a gestão de Rosalba Ciarlini e metade do governo de Robinson Faria parada. Robinson retomou a obra, mas entregou com vários problemas que inviabilizavam a ocupação do prédio, como falta de cisterna, energia elétrica e acessibilidade, além de infiltrações e um número insuficiente de banheiros.

O solenidade contou com a presença de vários políticos, além da governadora Fátima Bezerra. Participaram da cerimônia o vice-governador Antenor Roberto (PCdoB), os deputados estaduais Francisco do PT e Isolda Dantas, ambos do PT,  as vereadoras Divaneide Basílio (PT) e Júlia Arruda (PCdoB), o ex-senador e pré-candidato a deputado federal Garibaldi Alves (MDB) e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo, pré-candidato ao Senado pelo PDT, entre outras autoridades.

Fátima Bezerra inaugurou o novo campus da UERN, obra paralisada no governo Wilma / foto: Elisa Elsie

Com investimento de R$ 733 mil, aplicados na correção da estrutura física e em projeto de acessibilidade, o novo prédio vai permitir a ampliação da capacidade de alunos, passando de dois mil para 3 mil estudantes. A Universidade também terá espaço para oferecer até mais oito novos cursos de graduação, considerados os três turnos de funcionamento.

Este é um sonho de anos se realizando. E com esse novo prédio, a Uern também recebe e renova o compromisso de impactar e mudar vidas na zona Norte de Natal, que tão bem nos acolheu desde o princípio”, ressaltou a reitora da UERN Cicília Maia.

O Complexo Cultural da UERN (CCUERN), que abrigou os cursos de graduação da Universidade na zona Norte, continuará fazendo parte do campus de Natal, passando a ser espaço inteiramente dedicado às atividades da Escola de Extensão da UERN (EdUCA), que atende a cerca de 1.200 pessoas da comunidade, de crianças a idosos, por semestre, em turmas de dança, música, teatro e modalidades esportivas. No CCUERN, também continuará funcionando o Núcleo de Prática Jurídica, onde os alunos do curso de Direito realizam cerca de mil atendimentos anuais, bem como outras atividades de extensão da UERN em Natal.

Conquistas da UERN

A entrega do novo prédio da UERN em Natal integra um conjunto de outras reivindicações da comunidade acadêmica que foram alcançadas nos últimos dois anos.

Primeiro, a extinção da lista tríplice na UERN, no dia em que a Universidade completou 53 anos, uma reivindicação histórica de professores, estudantes e servidores técnicos. A governadora Fátima Bezerra enviou também para a Assembleia Legislativa e sancionou, em dezembro de 2021, a lei que concedeu a autonomia financeira e patrimonial à Universidade, garantindo autonomia plena. E, logo depois, atendeu outra antiga pauta das categorias de técnicos e docentes, enviando e sancionando os Planos de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da instituição.

Trata-se de uma série de ações que nosso Governo vem tomando para romper com amarras e garantir a liberdade da nossa Universidade Estadual”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Sobre a UERN

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte está presente em seis municípios, com campi de Mossoró, Natal, Açú, Caicó, Patu e Pau dos Ferros. São aproximadamente 10 mil estudantes em 59 cursos de graduação, que formam, em média, 1.500 profissionais por ano. Em 53 anos de existência, a Universidade já expediu mais de 50 mil diplomas. A Uern também mantém  46 cursos de pós-graduação, sendo 22 mestrados e quatro doutorados.

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo