No RN, apenas parlamentares de esquerda comentam atos terroristas em Brasília nas primeiras horas
Natal, RN 18 de jun 2024

No RN, apenas parlamentares de esquerda comentam atos terroristas em Brasília nas primeiras horas

8 de janeiro de 2023
3min
No RN, apenas parlamentares de esquerda comentam atos terroristas em Brasília nas primeiras horas

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Da bancada federal do Rio Grande do Norte, apenas os parlamentares de esquerda comentaram ainda nas primeiras horas, até as 18h, a invasão de terroristas bolsonaristas ao Congresso Nacional, ao Palácio do Planalto e ao STF, em Brasília-DF, neste domingo (8).

A deputada federal Natália Bonavides (PT) publicou: “GOLPISTAS em Brasília atentam contra as liberdades democráticas e devem ser duramente reprimidos. São criminosos, terroristas, que atuam com a conivência das autoridades do governo do DF e que precisam ser barrados imediatamente. Quem está financiando essa quadrilha?”

O deputado federal Rafael Motta (PSB) cobrou responsabilização dos envolvidos: “É inadmissível e quase inacreditável essa invasão do Congresso Nacional por bolsonaristas em total afronta à democracia usando a bandeira do Brasil como escudo. É preciso uma resposta das forças de segurança e, mais ainda, da justiça por esses atos antidemocráticos.”

O deputado federal eleito Fernando Mineiro (PT) nomeou o ato como "tentativa de golpe": "O que está ocorrendo em Brasília é um clara tentativa de golpe de estado por parte de terroristas bolsonaristas, com o apoio de setores da segurança do Distrito Federal. É preciso reagir com todos os rigores da lei em defesa da democracia. Para conter os terroristas bolsonaristas, o presidente Lula decreta intervenção na segurança do Distrito Federal. Que os responsáveis pelo vandalismo sejam identificados e punidos com todos oa rigores da lei."

A senadora Zenaide Maia (PROS) disse que é preciso descobrir quem está financiando esses crimes: “Como representante do povo, acompanharei o desdobramento desses atentados, exigindo ampla investigação que possa resultar na responsabilização não somente dos executores dos atos materiais mas, principalmente, de seus financiadores e organizadores.”

O senador Jean Paul Prates (PT) foi comentou já comentou longamente sobre os atos terroristas “intoleráveis” e cobrou provocou o governador Ibaneis Rocha (MDB), responsável pelas forças de segurança do Distrito Federal. Confira texto publicado pelo senador:

“Intolerável o que está acontecendo neste momento em Brasília. Nossa democracia está sob ataque! Incursões contra os Poderes da República só interessam a quem não respeita as instituições. É urgente que os responsáveis sejam punidos.

É urgente que as forças de segurança detenham o absurdo golpista que está acontecendo em Brasília. É preciso prender quem está promovendo essas arruaças e, imediatamente, ir atrás de quem financiou estes atentados. Chega de tolerância com intolerantes!

Ibaneis, onde estão as forças de segurança do Distrito Federal para deter os terroristas que ameaçam a democracia?

Quem financia os atentados à democracia? Quem paga os terroristas que destroem o patrimônio público? Quem deseja o caos e um Brasil de joelhos diante desses atentados?

Os terroristas que atentam contra a democracia estão organizados e precisam ser contidos dentro do império da lei. Eles cometeram crimes que foram gravados e postados nas redes sociais. Cada um deles deve ser processado e preso! Não haverá tolerância!

O Congresso Nacional não vai tolerar esses ataques à democracia! Vamos ser firmes e investigaremos os responsáveis pelos fatos deste 8 de janeiro. Cada um deles deve ser punido!
Terroristas, inspirados pelo que ocorreu nos Estados Unidos dois anos atrás, atentam contra a democracia. Assim como aconteceu lá, cada um deles dever ser processado, julgado e punido na forma da lei. Não passarão!”

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.