Ex-vereador mais jovem de Natal, Pedro Gorki encaminha filiação ao PT e participa de reuniões na sede do partido em Brasília
Natal, RN 13 de jul 2024

Ex-vereador mais jovem de Natal, Pedro Gorki encaminha filiação ao PT e participa de reuniões na sede do partido em Brasília

13 de fevereiro de 2023
4min
Ex-vereador mais jovem de Natal, Pedro Gorki encaminha filiação ao PT e participa de reuniões na sede do partido em Brasília

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O ex-vereador natalense Pedro Gorki anunciou a sua desfiliação do PCdoB nesta segunda (13) e encaminha entrada no PT. O jovem de 22 anos está em Brasília, onde participa de reuniões no Diretório Nacional (DN) da sigla e conversa com distintas tendências internas.

À reportagem, o estudante de Pedagogia na UFRN confirmou que a filiação ao PT é “algo que está se encaminhando”. Inicialmente, o anúncio oficial seria em um ato às 17h no diretório, em que teria sua ficha abonada. Mas, com o impacto causado dentro do PCdoB com sua saída, o comunicado pode ser adiado. 

“Fui chamado aqui [Brasília] por alguns dirigentes nacionais do PT para dialogar, para conversar, e tô em conversa com o Partido dos Trabalhadores, que é um partido que eu respeito, um partido que eu admiro, um partido que tem muita consonância também com a minha trajetória e com minha luta”, afirmou.

No DN, o ex-parlamentar trava reuniões com a Resistência Socialista (RS), corrente do PT que tem como figuras públicas no RN a vereadora mossoroense Marleide Cunha, o delegado de policia civil Fernando Alves e o policial civil Pedro Chê, ambos representantes do Movimento dos Policiais Antifascismo no Rio Grande do Norte. Mas, segundo Gorki, a entrada na RS ainda não está decidida.

“Eu tô conversando com algumas tendências do partido que me chamaram, e a Resistência Socialista foi uma dessas correntes. Tivemos um diálogo muito bom, mas ainda estamos aqui por decidir”, apontou.

Publicamente, Gorki preferiu não destrinchar as razões de saída do PCdoB. No entanto, informou que a desfiliação se deu por “críticas políticas e organizativas”.

“De algum tempo venho apontando algumas críticas políticas e organizativas no partido e justamente por não ver alguns avanços no sentido da organização e da renovação do próprio do próprio método político do PCdoB, somado a algumas divergências com dirigentes locais, que eu tomei a decisão de partir e buscar outros caminhos. Eu preferi colocar tais críticas políticas e organizativas dentro dos espaços adequados que são os fóruns do partido, por isso que eu não vou desenvolver aqui”, comentou.

Gorki foi o vereador mais jovem de Natal

Candidato a vereador pelo PCdoB nas eleições de 2020, o estudante ficou na primeira suplência de Júlia Arruda, do mesmo partido. Ele assumiu o cargo quando a parlamentar se licenciou para ocupar o posto de Secretária de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) no governo Fátima.

Foram nove meses como vereador, de julho de 2021 a abril de 2022. Neste período, por dois meses, ainda foi o líder da bancada de Oposição ao prefeito Álvaro Dias (PSDB).

PCdoB fragilizado

Agora, com a mudança partidária encaminhada, Gorki deverá encontrar maiores caminhos para conquistar um novo mandato em 2024. O PCdoB não possui nenhum deputado estadual ou federal no Estado, apesar de ter emplacado dois nomes no secretariado da governadora Fátima Bezerra. Um dos principais mandatos hoje está com Júlia Arruda, vereadora da capital. 

Nacionalmente, a sigla elegeu seis deputados federais em cinco estados. Em 2018, já não havia conseguido atingir a cláusula de barreira, e foi preciso incorporar o Partido Pátria Livre (PPL) para não ser barrado no tempo de TV e dinheiro do fundo partidário.

Caso concretize sua ida à Resistência Socialista, do PT, encontrará mais espaço No Estado, a RS evoluiu a partir de uma cisão da juventude ligada à tendência Construindo um Novo Brasil (CNB), de Lula e dos deputados Fernando Mineiro e Divaneide Basílio. No processo, se juntou a vereadora mossoroense Marleide Cunha, que até então era independente dentro do PT. 

Em Natal, o grupo tem também como figuras públicas Pedro Chê e Fernando Alves, integrantes do Movimento Policiais Antifascismo. 

Quem é Gorki

Nascido em 18 de dezembro de 2000, Pedro Gorki é filho de pais que militam no PCdoB e cresceu acompanhando a sigla. Na adolescência, se destacou rapidamente e assumiu funções de dirigente. Militante da União da Juventude Socialista (UJS), presidiu a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), principal entidade de representação dos alunos do ensino médio do Brasil. Foi também presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas (Umes) Natal. 

No PCdoB, era também membro do Comitê Central, órgão máximo de direção da sigla.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.