Prefeitura de Mossoró devolveu recursos federais destinados à população em situação de rua, diz MPF
Natal, RN 23 de jul 2024

Prefeitura de Mossoró devolveu recursos federais destinados à população em situação de rua, diz MPF

18 de agosto de 2023
2min
Prefeitura de Mossoró devolveu recursos federais destinados à população em situação de rua, diz MPF

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Prefeitura de Mossoró devolveu recursos federais que deveriam ter sido aplicados em prol da população em situação de rua, segundo o Ministério Público Federal (MPF). O órgão afirmou que vai abrir procedimento para apurar as denúncias.

A situação foi tratada diretamente com o Executivo em reunião realizada no dia 3 de agosto. No encontro, foram destacados outros problemas como o aumento da vulnerabilidade das pessoas em situação de rua após a pandemia; a falta de políticas públicas efetivas para esse grupo, e a ausência de coordenação entre as instituições e a falta de assistência para adolescentes.

Outro ponto abordado foi o fato de o abrigo destinado a atender a população em situação de rua no município não contar com estrutura adequada, ter poucas vagas e haver informalidade na prestação de serviços no local. 

Foram discutidos ainda assuntos como falta de documentação por parte de ex-presidiários e a necessidade de inserção da população em situação de rua no mercado de trabalho. Por fim, também foi destacado que existe uma política de inclusão dos egressos do sistema prisional para trabalhar em construções de obras públicas, porém essa iniciativa nunca foi implementada.

Representante do MPF, o procurador da República Emanuel de Melo Ferreira frisou a preocupação com esse grupo vulnerável da população.

“O MPF vai instaurar procedimento para apurar a alegada omissão do Município de Mossoró, do Estado do Rio Grande do Norte e da União na implementação de efetiva política em prol da eficácia do direito social à moradia bem como dos objetivos da erradicação da pobreza, previstos na Constituição”, ressaltou.

O MPF também dará ciência da reunião ao Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte para que o órgão adote as providências que julgar cabíveis no seu âmbito de atribuição.

Além do órgão ministerial, participaram da reunião representantes do Centro de Atenção Psicossocial Antidrogas (Caps-AD), do Escritório Social e do Consultório de Rua.

A agência Saiba Mais buscou a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Mossoró para que se posicionasse, mas não recebeu retorno até a publicação desta matéria.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.