Empreendedorismo da mulher negra recebe reconhecimento histórico no RN
Natal, RN 21 de abr 2024

Empreendedorismo da mulher negra recebe reconhecimento histórico no RN

24 de dezembro de 2023
9min
Empreendedorismo da mulher negra recebe reconhecimento histórico no RN
Maria Eduarda Franklin de 24 anos é CEO da Orby,Co. | Foto: Crédito: ASCOM ISD

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A diversidade no empreendedorismo não só é possível, mas também enriquecedora para o cenário empresarial e para a sociedade como um todo”. A assertiva de Maria Eduarda Franklin, de 24 anos, CEO da Orby,Co., uma startup que oferece soluções em tecnologia para integrar processos médicos, se refere à conquista da Medalha no Mérito Potiguar ao Desenvolvimento Econômico. Ao lado de Carlos Augusto da Silva, CEO da Agência Kina, eles se tornaram os primeiros empreendedores negros a receberem a homenagem no Rio Grande do Norte.

Potiguar, saída do bairro das Quintas, Duda, como é mais conhecida possui duas graduações, uma em Ciência e Tecnologia, com ênfase em neurociências, e outra em Engenharia Biomédica, ambas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Ela é ainda mestra em Neuroengenharia e em Ciência, Tecnologia e Inovação.

Na recente solenidade realizada no Auditório Albano Franco, na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), a iniciativa Orby.co, representada por Maria Eduarda, foi agraciada com a comenda, concedida pelo Governo do Estado, que reconhece a significativa contribuição de empresários, investidores e membros da sociedade civil para o avanço da economia potiguar. A entrega aconteceu no último dia 12 de dezembro e homenageou 29 personalidades que se destacaram em 2023 no âmbito do desenvolvimento econômico.

Em entrevista à Agência Saiba Mais, Maria Eduarda definiu a conquista como “um marco histórico que promove diversidade e inclusão no mundo empresarial”. Para ela, esse “marco serve como uma ponte para novas oportunidades, inspirando outros a perseguirem seus sonhos”.

Confira entrevista na íntegra.

Saiba Mais: Como você se sente em estar entre os primeiros empreendedores negros a receberem a Medalha no Mérito Potiguar ao Desenvolvimento Econômico? Qual a importância desse reconhecimento para você?

Maria Eduarda: A Orby está imensamente satisfeita com a Medalha no Mérito Potiguar ao Desenvolvimento Econômico, resultado de trabalho incansável e eficiente. Como empreendedores negros, essa conquista é um marco histórico que promove diversidade e inclusão no mundo empresarial. O prêmio valida o compromisso da Orby com excelência e inovação, destacando a importância da diversidade nos negócios. Motivada, a empresa busca aprimorar serviços e contribuir para o desenvolvimento econômico, prometendo um "upgrade" no sistema. O reconhecimento é celebrado com entusiasmo, trazendo gratidão, determinação e a consciência da responsabilidade que acompanha essa distinção. Este marco serve como uma ponte para novas oportunidades, inspirando outros a perseguirem seus sonhos.

Saiba Mais: Como o empreendedorismo se tornou uma parte significativa de sua vida? Poderia compartilhar um pouco sobre a jornada que a levou a esse momento de destaque?

Maria Eduarda: A Orby está em operação há 1 ano sob a liderança dos três cofundadores: Duda Franklin, Aldrén Martins e Kalynda Gomes. Apesar da curta jornada, eles celebram diversas conquistas, incluindo a aprovação nos programas Catalisa ICT, Startup NE, Centelha RN 2, Adas Tech, Empreendedoras Tech e Vumbora. A Orby é a atual vencedora da HackBrazil da Brazil Conference at Harvard and MIT, integra o Microsoft for Startups Founders Hub, recebeu investimento do Black Founders Fund do Google for Startups e foi aprovada no programa Healthtech Barretos, uma iniciativa em parceria com o Hospital de Amor de Barretos. Duda Franklin é a diretora executiva (CEO) da Orby, responsável pela gestão corporativa e inovação. Possui mestrado em neuroengenharia, mestrado em ciência, tecnologia e inovação, é engenheira biomédica e Neurocientista, além de técnica em informática pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Em 2021, atuou trabalhou junto ao maior Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde do Brasil (LAIS). Com mais de 7 anos de experiência em projetos tecnológicos e publicações internacionais relevantes, foi uma das 10 finalistas globais do prêmio Empretec Women in Business Awards 2023, apoiado pela ONU.

Saiba Mais: Sabemos que empreender envolve superar desafios. Quais foram os principais obstáculos que você enfrenta no caminho e como tem conseguido superá-los?

Maria Eduarda: Como CEO de uma empresa de tecnologia no Brasil, ser mulher e Preta impõe desafios marcantes, desde enfrentar estereótipos de gênero até lidar com preconceitos raciais em um ambiente majoritariamente masculino. A falta de representatividade torna a jornada solitária, mas essas adversidades se convertem em combustível para a busca incessante de inovação e excelência. Cada desafio superado fortalece a resiliência, e a consciência das disparidades impulsiona a transformação da empresa em um ambiente inclusivo, valorizando a diversidade como motor para a inovação e inspiração para futuras lideranças.

Saiba Mais: O prêmio destaca o desenvolvimento econômico. De que forma seu empreendimento impacta a comunidade?

Maria Eduarda: A Orby busca resolver os desafios associados ao desenvolvimento de disfunções neuromotoras, como AVC, lesão medular, Parkinson, traumas e condições semelhantes. Enfrentando a ineficácia e os custos elevados das terapias tradicionais, que resultam em baixa adesão por parte dos pacientes, a empresa propõe uma abordagem inovadora, não invasiva, que reduz riscos e prioriza o gerenciamento eficiente de dados terapêuticos, proporcionando um acompanhamento mais preciso e eficaz da reabilitação por meio da neuromodulação. Seu produto integrado combina um neuromodulador multifuncional para controle de movimento, eletroterapia, tonificação e analgesia, junto com um sensor inercial preciso para capturar dados detalhados de orientação e aceleração do membro em movimento. Além disso, oferece um software especializado para preenchimento de protocolos médicos, visualização de biofeedbacks e monitoramento do progresso da reabilitação, permitindo análises detalhadas, relatórios e gráficos para avaliação precisa do tratamento. A proposta é otimizar a reabilitação do movimento funcional, oferecendo tratamentos mais precisos, acompanhamento detalhado do progresso do paciente e ajustes personalizados nos protocolos de tratamento. Superando problemas encontrados nos concorrentes, que oferecem dispositivos invasivos com alta complexidade cirúrgica, riscos de infecções, danos cognitivos e comportamentais, além de limitações na entrega precisa de movimentos planejados e biofeedbacks.

Saiba Mais: Como você vê o papel do empreendedorismo negro na construção de uma sociedade mais igualitária?

Maria Eduarda: A Orby reconhece o papel vital do empreendedorismo negro na construção de uma sociedade mais igualitária, destacando sua própria conquista ao receber a Medalha no Mérito Potiguar ao Desenvolvimento Econômico como empreendedores negros. Como CEO mulher e negra, a empresa entende que sua representatividade desafia estereótipos e serve de inspiração para comunidades sub-representadas. A Orby encara o empreendedorismo negro como um meio não apenas de buscar sucesso individual, mas de contribuir para uma sociedade mais justa, promovendo a diversidade como motor de inovação e oportunidades.

Saiba Mais: Para empreendedores que estão começando, especialmente aqueles que enfrentam barreiras semelhantes, quais conselhos você daria com base em suas experiências?

Maria Eduarda: Como empreendedora e cientista, meu conselho para aqueles que estão começando é abraçar o poder do foco, estabelecer metas claras e cultivar resiliência. Em um ambiente dinâmico, a capacidade de concentrar esforços em prioridades-chave é crucial. Definam metas realistas, mensuráveis e alcançáveis, transformando-as em guias sólidos para o progresso. Lembrem-se, os obstáculos são inevitáveis, mas a resiliência é a chave para superá-los. Acreditem no propósito do empreendimento, aprendam com os desafios e estejam dispostos a ajustar o curso conforme necessário. O caminho empreendedor é uma jornada de aprendizado constante, e é na resiliência que encontramos a força para perseverar e alcançar o sucesso. Espero que você tenha sucesso e te vejo no futuro.

Saiba Mais: Como a representatividade de uma empreendedora negra pode inspirar outras mulheres a seguir esse caminho?

Maria Eduarda: A representatividade de uma empreendedora negra, como Duda Franklin da Orby, desempenha um papel fundamental ao inspirar outras mulheres a trilharem o caminho do empreendedorismo. Duda não apenas lidera uma empresa de tecnologia, mas também acumula uma impressionante bagagem acadêmica e profissional. Sua presença e conquistas destacam que mulheres negras podem alcançar posições de destaque, desafiando estereótipos e normas preexistentes. Este exemplo inspirador não apenas valida as aspirações individuais, mas também incentiva outras mulheres a acreditarem em seu potencial e a se aventurarem em setores muitas vezes dominados por homens. A mensagem é clara: a diversidade no empreendedorismo não só é possível, mas também enriquecedora para o cenário empresarial e para a sociedade como um todo. Duda Franklin e outras empreendedoras negras não apenas abrem portas, mas também iluminam um caminho para um futuro mais inclusivo e igualitário.

Saiba Mais: Quais são os próximos passos para seus negócios? Há planos ou projetos futuros que você possa compartilhar conosco?

Maria Eduarda: A Orby está empolgada em anunciar que uma série de novidades está a caminho após o lançamento bem-sucedido de nosso produto. Estamos dedicados a aprimorar continuamente nossos serviços e oferecer experiências ainda mais inovadoras aos nossos usuários. Fiquem atentos para emocionantes atualizações e melhorias que visam elevar ainda mais a qualidade e eficácia de nossas soluções. Agradecemos por fazerem parte desta jornada conosco e estamos ansiosos para compartilhar essas emocionantes novidades em breve.

Leia também:

“Vitória coletiva”: empreendedores negros conquistam premiação no RN

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.