CIDADANIA

Mesmo com delegacia virtual, registro de casos de violência doméstica é maior em unidades físicas

Entre os meses de janeiro e junho de 2021, foram registrados um total de 2.617 casos de violência doméstica contra a mulher nas delegacias do Rio Grande do Norte. Nesse mesmo período, foram registrados na Delegacia Virtual da Mulher um total de 34 ocorrências, o que demonstra que a procura pelas unidades físicas das delegacias continua sendo maior do que os registros virtuais.

A Delegacia Virtual da Mulher está em funcionamento no estado há cerca de um ano. O Rio Grande do Norte já tinha uma delegacia virtual, mas que não atendia aos casos de violência doméstica. A unidade virtual, criada especificamente para este fim, começou a funcionar em junho de 2020. No primeiro semestre de 2021 foram registradas 34 queixas por ameaça, perturbação da tranquilidade, injúria, calúnia e difamação, além de lesão corporal e vias de fato. Nesse um ano de funcionamento da Delegacia Virtual, somando as 34 queixas do primeiro semestre de 2021 com as do segundo semestre de 2020, foram registradas 75 ocorrências de violência contra a mulher.

Os dados foram levantados pela Polícia Civil do RN a pedido da agência Saiba Mais. Enquanto isso, as ocorrências registradas presencialmente nas delegacias demonstram um aumento de 44,3% nos casos de violência doméstica: foram 503 em janeiro de 2021, contra 358 em janeiro de 2020; em fevereiro passaram de 316 em 2020 para 451 em 2021; em março foram de 339 em 2020 para 409 em 2021; em abril de 2020 foram 282 casos que aumentaram para 391 no mesmo mês de 2021; essas ocorrências passaram de 294 em maio de 2020 para 403 em maio deste ano e de 225 em junho de 2020, para 460 em junho de 2021. Na soma final, foram 1.814 ocorrências de violência doméstica registradas entre janeiro e junho de 2020 e 2.617 no mesmo período de 2021.

Dados: Polícia Civil do RN

Dados: Polícia Civil do RN
Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo