No RN, 20% dos estudantes com dívidas no FIES negociaram no ‘Desenrola’
Natal, RN 21 de mai 2024

No RN, 20% dos estudantes com dívidas no FIES negociaram no 'Desenrola'

22 de abril de 2024
4min
No RN, 20% dos estudantes com dívidas no FIES negociaram no 'Desenrola'

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Há pouco mais de um mês para o final do prazo de negociação, cerca de 4.100 estudantes do RN renegociaram as dívidas que tinha com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) através do "Desenrola Fies". O programa do Governo federal foi iniciado em novembro do ano passado e segue até 30 de maio. Quando foi lançado, o RN somava mais de 22 mil estudantes com algum tipo de dívida e que poderia usar do benefício que oferece descontos de até 99% no valor consolidado. O balanço foi apresentado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e é referente à primeira semana de abril.

Ao todo, o saldo das dívidas renegociadas no Estado já ultrapassou R$ 165,6 milhões. Considerando somente o valor das entradas das negociações, R$5,7 milhões já voltaram aos cofres públicos. 

O Nordeste foi a segunda região que mais renegociou dívidas no FIES no Brasil. Na região, mais de 70 mil contratos já foram negociados. Esses números representam um saldo de R$ 3,34 bilhões, e contando os valores de entrada, mais de R$100 milhões voltaram aos cofres. Dentre os estados com mais contratos, o RN ocupa a 6° posição do NE, ficando atrás somente da Bahia (que é o 3° estado que mais negociou no país), Ceará, Pernambuco, Maranhão e Paraíba. 

Imagem | Governo Federal

O que é o Desenrola Fies 

Gerido pelo Ministério da Educação (MEC) junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), O Desenrola Fies, é um programa que foi lançado em novembro de 2023, e oferece descontos especiais em dívidas de quem não quitou o financiamento estudantil, os profissionais inadimplentes. 

Quando a lei do programa foi sancionada, segundo a Agência Gov, havia um milhão e 280 mil graduados que ainda não tinham conseguido pagar seus financiamentos. Na época, as dívidas chegavam a R$54 bilhões. Até o momento, já foram renegociados R$ 11,51 bilhões em débitos, o que resultou em um saldo de dívida de R$2,18 bilhões. Apenas com a parcela de entrada, o retorno acumulado aos cofres públicos  foi de R$475,6 milhões.

Quem e como pode negociar?

As renegociações são para os contratos firmados até 2017 e com dívidas até 30 de junho de 2023. Já para solicitar a renegociação, basta procurar o agente financeiro com o qual tem contrato, seja presencialmente nas agências bancárias ou pelo aplicativo, e solicitar a negociação. O prazo para renegociar as dívidas pelo programa termina em 30 de maio de 2024.

Confira os canais de atendimento do Desenrola FIES:

Ministério da Educação e Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação
Acesse o portal Fale Conosco ou entre em contato pelo telefone 0800 616161.

Caixa Econômica Federal
Acesse o aplicativo da Caixa no seu celular ou entre em contato pelo WhatsApp no número 0800 104 0 104. As ligações podem ser feitas pelo número 4004 0 104 (para capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 104 0 104 (para as demais regiões do país).

Banco do Brasil
Utilize o aplicativo do BB no seu celular ou entre em contato pelo WhatsApp no número 61 4004 0001. Ligue para a Central de Atendimento do BB pelo número 0800 729 0001.

Descontos

Para os estudantes inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e com débitos vencidos, ou não pagos, há mais de 1 ano (completados até 30 de junho de 2023) o desconto da dívida pode chegar até 99% do valor consolidado do débito. Para os demais estudantes, os descontos podem chegar até 77%. O parcelamento e as condições da quitação podem ser consultados junto ao agente bancário. 

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.