Meninos e meninas vestem ouro, prata e bronze
Natal, RN 21 de mai 2024

Meninos e meninas vestem ouro, prata e bronze

8 de agosto de 2021
Meninos e meninas vestem ouro, prata e bronze

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Que lição fantástica nos proporcionou a Olimpíada de Tóquio, no Japão! Quantas bofetadas, raquetadas, nocautes, remadas, braçadas, chutes, piruetas, vôos, magia, tudo junto e misturado para dar uma surra inesquecível nesse povo asqueroso homofóbico, racista, misógino e doente da alma que emergiu dos esgotos da maldade com a eleição do repulsivo Jair Bolsonaro. Esse é meu Brasil dourado, recordista, de todas as cores, raças, credos e sorrisos de cara, corpo e alma, lavada, de preferência.

À medida que as medalhas iam saindo, e ainda vão sair (escrevo à noite esperando ouro no voleibol feminino e de Dia Ferreira, no boxe), espuma a baba raivosa dos seguidores da família-quadrilha que têm ódio de pretos, mulheres, LGBTQ+ e nordestinos, protagonistas maiores de nossa vitória, novo recorde histórico. "Nordeste tem água? Não, só ouro", brinca Italo Ferreira para destacar o feito das medalhas douradas da região. E festejamos com ele, potiguar, o começo de nossa festa.

Neste sábado, quando ainda comemorávamos as medalhas de ouro dos baianos Isaquias Queiroz da canoagem (nenhum parentesco com o laranja do clã do mal) e Hebert Conceição, do boxe, a entrevista mais espetacular da Olimpíada (às pressas), o futebol brasileiro saía na frente da Espanha - final do futebol -, favorita, pelos oito jogadores disputantes da Euro na seleção, com um gol do paraibano de João Pessoa, atacante Matheus Cunha (mais tarde fez declaração de amor, emocionante, à cidade, ao estado e a região) abrindo o caminho para o bicampeonato que veio com um gol na prorrogação do paulista Malcon. Seleção que ainda teve no comando o Dani Alves (nem sou fã)  que, com a medalha de ouro olímpico conquistou seu 42º título na carreira.

Se fôssemos um país separado (Deus nos livre!) estaríamos, entre todos os países da América Latina, atrás apenas da ilha de Cuba, que é um caso à parte do esporte, pois consegue figurar na 16ª posição geral mesmo sofrendo um criminoso embargo que dura décadas. O Nordeste é melhor colocado que potências como Espanha, Suécia, Suíça, Dinamarca e Bélgica, entre outras. Não é pouca coisa não, diante da condição de investimento, já que muitos atletas do Brasil conseguem se destacar de forma milagrosa.

Mas isso é apenas um registro. Nem nos meus piores pesadelos gostaria de ver o Nordeste separado dos sudestinos, nortistas queridos, esquecidos, discriminados também; Centro-Oeste ou Sul, todos temos nossas particularidades e essa mistura linda é que nos faz tão forte, não fosse assim, não tenham dúvidas, já teríamos sucumbido aos males dos repetidos governos da direita, dos crimes da ditadura e dos seguidos golpes desferidos contra a nossa democracia, além da perseguição de uma elite podre, doente, apocalíptica que, mesmo diante dos mais de meio milhão de mortes ainda se junta para defender o genocida presidente.

Essa Olimpíada de Deus veio para mostrar, desmascarar os falsos profetas, pastores (vocês sabem a quem me refiro, e que os pastores evangélicos do bem não se sintam afetados) que apoiam os males da desigualdade, das perseguições e absurdos que nos remetem de volta ao tempo da inquisição, quiçá da pedra lascada. Em Tóquio, no país do sol nascente ficou evidente que as meninas não vieram de "fraquejadas", que os índios são mais humanos que um certo presidente, e certamente os pretos irmãos dos quilombolas servem muito mais que só para procriar, enfim, o esporte nos deu a prova final de que os meninos não vestem azul, as meninas não vestem rosa, meninos e meninas, juntos e misturadas, preferem as cores dourada, prateada e bronzeada.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.