Pelo direito à vida, Grito dos excluídos reunirá mais de 50 organizações, movimentos sociais e políticos para manifestação em Natal no 7 de setembro
Natal, RN 24 de mai 2024

Pelo direito à vida, Grito dos excluídos reunirá mais de 50 organizações, movimentos sociais e políticos para manifestação em Natal no 7 de setembro

3 de setembro de 2021
Pelo direito à vida, Grito dos excluídos reunirá mais de 50 organizações, movimentos sociais e políticos para manifestação em Natal no 7 de setembro

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Feriado de Independência será marcado pelo retorno do Grito dos Excluídos em Natal. A manifestação, que não ocorre na capital potiguar desde 2013, volta a acontecer em meio ao caos provocado pela crise econômica, sanitária e política no país. O ato está marcado para o próximo dia 7, terça-feira, com concentração a partir das 9h, na Praça das Flores, no bairro Petrópolis, e saída às 10h em direção a Praia do Forte.

Não bastasse a pandemia, o povo brasileiro também é vítima de uma política econômica de morte, cujos dados se expressam no retorno do país ao mapa da fome, na alta da inflação (7%), no aumento do custo de vida (alta de preços da gasolina, do gás de cozinha, dos alimentos), nas altas taxas de desemprego, batendo a casa dos 15% de brasileiros desempregados, além do aumento da população em situação de rua, que ultrapassa o total de 221 mil pessoas”, anuncia o panfleto da manifestação.

Com o tema “vida em primeiro lugar”, o movimento ressurge em busca de participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda. Além disso, também pede a saída do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do vice dele, Hamilton Mourão (PRTB).

“Então é urgente já que que ah a vida do povo brasileiro seja devolvida”, afirma Aparecida Fernandes, representante do Movimento Nacional Fé e Política. Ela argumenta que não só a saída do atual governo é necessária, como a apresentação de novas alternativas para as populações mais vulneráveis do país. Essa é, segundo Fernandes, a cobrança do movimento.

Apesar do hiato de quase 10 anos, o Grito dos Excluídos de 2021 estará na 27ª edição. Aparecida lembra que o movimento é organizado pela igreja Católica e foi cessado após guinada conservadora dentro da própria igreja, em Natal.

Em 2013, o Grito, que é uma manifestação pacífica, foi interrompido por repressão policial, segundo registro do portal A Verdade. Na época, cerca de 800 pessoas estavam reunidas no ato tradicionalmente realizado no dia 7 de setembro, desde 1995.

Participam do Grito O Movimento Sem Terra, Pacto Pela Vida e Pelo Brasil, Movimento Laudato Si’, Movimento Nacional de População em Situação De Rua (MNPR), Marcha Mundial das Mulheres, partidos políticos de esquerda, Policiais Antifascistas, diversos sindicatos e parlamentares de Natal e do estado potiguar. Ao todo, são mais de 50 representatividades com participação confirmada no ato ocorre simultaneamente em diversas cidades do país.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.