Atletas de Mãe Luíza conquistam ouro no Torneio Nacional de Ginástica Rítmica
Natal, RN 22 de mai 2024

Atletas de Mãe Luíza conquistam ouro no Torneio Nacional de Ginástica Rítmica

9 de novembro de 2021
Atletas de Mãe Luíza conquistam ouro no Torneio Nacional de Ginástica Rítmica

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Competindo com atletas de todo o país, a equipe de Ginástica Rítmica da Aginat (Associação de Ginástica de Natal) voltou para Natal com a bagagem um pouco mais pesada por causa das cinco medalhas conquistadas no XXV Torneio Nacional de Ginástica Rítmica, promovido pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), entre os dias 3 e 7 de novembro, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
Apesar de toda a dificuldade para conseguir treinar, a equipe da Aginat, que tem dois polos de atuação localizados no bairro de Mãe Luíza e no Caic, garantiu uma dobradinha no 1º lugar do pódio na categoria Campeã Nacional Absoluta com a dupla de Bias; também foi campeã nacional no Conjunto Juvenil; teve ouro na categoria Infantil Nível I, com Gabriela Ozeas; e Julia Diógenes garantiu o bronze no individual geral e no mãos livres.

“Estou muito orgulhosa! Não é a primeira vez que ela participa. Já esteve no Campeonato Nacional em 2019, em São Bernardo do Campo, quando ficaram em 5º lugar, bateram na trave, né?! Em 2020 teve a pandemia e agora elas conseguiram esse feito! Enquanto pais somos só orgulho”, conta Hosana Nascimento, que é mãe da atleta Ana Carolina Nascimento de Lima, de 14 anos, que garantiu medalha de ouro no Conjunto juvenil.

Ana Carolina Nascimento de Lima, de 14 anos, conquistou medalha de ouro no Conjunto juvenil.

Ao todo, 18 atletas conseguiram viajar para a competição realizada em Porto Alegre, acompanhadas por quatro técnicas. Elas retornaram à Natal na madrugada desta segunda (8). Mas, quem comemora a vitória das meninas hoje, não imagina a dificuldade que foi chegar até lá. Para pagar as passagens, foi preciso montar uma verdadeira força-tarefa.


Fizemos rifas, bazar, venda de energéticos...foi uma força-tarefa gigante para poder mandar as atletas e técnicas para o campeonato”, revela Hosana.

A Aginat é uma entidade sem fins lucrativos que atua desde 2014 com famílias carentes. A Associação, que surgiu do desejo de cinco treinadoras de popularizar a Ginástica Rítmica, desenvolve um trabalho totalmente gratuito com cerca de 80 crianças entre 6 e 17 anos.

Temos convênio com o RN Mais Vida, que é um programa do Governo do estado voltado para mulheres em vulnerabilidade e risco e apoio da Casa Cidadã, na Zona Norte, mas isso ainda não é suficiente para que a coisa aconteça. Ainda é um trabalho de formiguinha, temos muita dificuldade com a questão estrutural, ainda não temos uma sede própria. Todo o valor que temos é destinado a pagar o espaço, aluguel, água e luz. As professoras recebem um valor simbólico, Elas trabalham por amor, porque não dá nem um salário que seria de uma técnica”, lamenta Hosana Nascimento.

As atletas formadas pela Aginat vêm ganhando destaque nacional e internacional. Elas já conseguiram títulos em campeonatos regionais, no brasileiro, sul americano e pan-americano. Uma das atletas da Associação chegou a participar do Mundial de Ginástica Rítmica, representando o Brasil em 2019. Aliás, foi depois de ser campeã do Torneio Regional - Etapa Nordeste, que 19 ginastas se classificaram para a etapa Nacional, realizada agora no Rio Grande do Sul.

"Estamos radiantes! Os resultados foram maravilhosos, nossa Associação cresce mais e mais a cada ano, adquirindo admiração e respeito por toda a comunidade gímnica! O reconhecimento e os resultados são frutos de muito trabalho, muita determinação, renúncia de festas, finais de semanas e feriados, comprometimento e muito treino. Mantemos a Aginat através de doações, rifas, bazar e patrocínios através de programas. Tivemos nosso projeto escolhido pela Potigas e fazemos parte do programa nota Potiguar", conta a técnica Karissa Miranda, que ficou em Natal e não pôde viajar com a equipe para o Rio Grande do Sul .

Além das meninas do bairro de Mãe Luíza, a Aginat também treina crianças e jovens interessadas em ginástica rítmica que possuem condições financeiras e pagam uma mensalidade. É com esse valor que a administração consegue dar conta de algumas obrigações financeiras, juntamente com o financiamento de alguns programas.

Há uma enorme dificuldade estrutural. Não temos sede própria e todo o orçamento vai para manter o espaço, pagar água e luz. Apenas um valor simbólico para as professoras, que praticamente trabalham por amor, não dá nem um salário que deveria ser pago a uma técnica. É um trabalho importante, minha filha foi descoberta no polo de Mãe Luíza”, denuncia Hosana Nascimento, que como dissemos anteriormente, é mãe da atleta Ana Carolina Nascimento de Lima, que conseguiu medalha de ouro no Conjunto juvenil.

Gabriela Ozeas, Campeã Nacional na categoria Infantil Nível I

Veja um dos vídeos da competição com atletas potiguares:

https://www.youtube.com/watch?v=At1tdgs-Vmo

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.