Com três agências fechadas e funcionários afastados por covid, bancários do RN pedem que passaporte vacinal seja exigido também em bancos
Natal, RN 27 de mai 2024

Com três agências fechadas e funcionários afastados por covid, bancários do RN pedem que passaporte vacinal seja exigido também em bancos

27 de janeiro de 2022
3min
Com três agências fechadas e funcionários afastados por covid, bancários do RN pedem que passaporte vacinal seja exigido também em bancos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Natal tem, nesta quinta (27), três agências bancárias fechadas porque seus funcionários testaram positivo para covid-19: duas da Caixa Econômica Federal, no bairro de Neópolis e Ribeira, e uma unidade do Santander na Zona Norte da capital. Além disso, outros bancos também registraram funcionários com covid no dia de hoje. No Alecrim, uma agência foi parcialmente fechada, mas retomou o atendimento normal ao longo do dia.

Nos últimos 15 dias apenas a Caixa registrou 18 funcionários que testaram positivo para covid-19, sendo que 20 unidades tiveram fechamento parcial ou total nos últimos dias. Desde que os casos de covid-19 voltaram a crescer em janeiro de 2022, Natal já chegou a ter dez agências fechadas, simultaneamente, por causa da doença. Algumas por decisão da gerência das unidades, mas outras por iniciativa do Sindicato dos Bancários, que denuncia que alguns bancos já não respeitam mais o protocolo de afastar funcionários doentes.

“Quando eles não tomam providências, nós fechamos com piquete. Foi o que aconteceu hoje na Caixa, às vezes não respeitam o protocolo. O BNB de Santa Cruz tá fechado hoje por iniciativa própria deles, mas também tá todo mundo doente e não tem ninguém pra atender! Se um positivou, o certo seria isolar, sanitizar e testar os demais. Isso, até do ponto de vista do lucro é ruim, porque se eu tenho 10 funcionários, um adoece e eu deixo ele continuar trabalhando, daqui a cinco dias vai ter mais cinco positivados e vai chegar o dia que eu não vou ter ninguém pra trabalhar”, alerta Eduardo Xavier, diretor do Sindicato dos Bancários no Rio Grande do Norte.

Apesar da exigência do passaporte vacinal, desde o dia 21 de janeiro para locais fechados, com ar condicionado e naqueles com capacidade para mais de 100 pessoas, o decreto estadual nº 31.265 não prevê a cobrança da vacinação completa em bancos, seja dos funcionários ou de seus frequentadores.

“O banco é um grande vetor, onde há muita aglomeração. Reclamamos com a Febraban [Federação Brasileira de Bancos] da falta de um protocolo mínimo, uma padronização. Diferentemente do que ocorreu quando estava morrendo muita gente na pandemia, hoje está uma coisa normalizada. Fizeram um decreto que não contempla bancos, farmácias, supermercados, igrejas, templos religiosos, ônibus! Quer dizer, são os locais onde há mais contaminação”, denuncia Xavier.

Até esta quinta (27), o Rio Grande do Norte soma 415.433 casos confirmados, 6.460 suspeitos e 23.258 casos de covid-19 em acompanhamento, sendo que 2.064 casos foram notificados somente nas últimas 24 horas. Já são 7.668 mortes provocadas pela doença e 1.501 óbitos em investigação. O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) também aponta o registro de cinco mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, sendo um no município de Areia Branca, um em São Rafael, um em João Dias, um em Taboleiro Grande e um em Jucurutu.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.