Projeto prevê plantio de 10.000 árvores em 100 dias em Natal
Natal, RN 15 de jun 2024

Projeto prevê plantio de 10.000 árvores em 100 dias em Natal

25 de fevereiro de 2022
3min
Projeto prevê plantio de 10.000 árvores em 100 dias em Natal

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Quem ainda não reclamou da “quentura” em Natal, é porque não botou o pé na rua, passa o dia com o ventilador ligado ou no ar condicionado. Um dos fatores que contribuem para esse aumento da temperatura e da sensação térmica é a redução de áreas arborizadas, por isso, preservá-las é tão importante. Um levantamento de 2017 aponta que 63% da cobertura vegetal de Natal está dentro das Zonas de Proteção Ambiental (ZPA’s).

Para tentar ampliar essa cobertura vegetal, está programado para março o início do plantio de 10.000 mudas em Natal num período de 100 dias. O projeto é resultado de uma parceria entre o vereador Robério Paulino (PSOL), diferentes secretarias da prefeitura do Natal, além da Câmara Municipal, ambientalistas e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). As mudas serão plantadas a partir de março por causa do período de chuvas na capital potiguar.

Robério Paulino (Psol) em reunião com o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), e demais integrantes do projeto I Foto: cedida

"Faremos uma ousada parceria interinstitucional e precisamos, também, contar com o apoio de cada morador de locais próximos ao plantio, para ajudar a cuidar das mudas. Empresas e instituições que reconheçam a importância dessa ação para Natal também são bem vindas na parceria. No projeto não existem diferenças partidárias, estamos unidos por uma mesma e nobre causa", comentou Robério Paulino que há 10 anos realiza o projeto Arboriza Natal, em parceria com a UFRN.

Algumas áreas da cidade, como o centro e o Alecrim, são consideradas ilhas de calor. O fenômeno, que se caracteriza pelo intenso aumento da temperatura nessas regiões em relação às demais áreas da cidade, é resultado da pouca cobertura vegetal, associada à maior concentração de materiais como concreto, asfalto, superfícies escuras que absorvem mais o calor, impermeabilização do solo e poluição.

Calçadão da João Pessoa, na Cidade Alta I Foto: Mirella Lopes

Para marcar as parcerias e o Mutirão de 100 árvores por dia, totalizando as 10.000 mudas, será realizado um ato público de lançamento no dia da Floresta, comemorado em 21 de março, às 9 horas da manhã, no Parque da Cidade.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.