DEMOCRACIA

Com possível desistência de Bivar, chapa de oposição governista no RN pode ter palanque todo lulista

O Rio Grande do Norte pode viver uma situação curiosa nos próximos dias: ter uma chapa de oposição a Fátima Bezerra (PT) que é toda apoiadora de Lula no plano nacional. O Solidariedade de Fábio Dantas, candidato a governador, já está fechado com Lula, enquanto o União Brasil do vice Ivan Júnior ensaia um acordo.

Crítico contumaz do ex-presidente Lula, Fábio Dantas está filiado ao Solidariedade desde 2020. Nacionalmente, o partido é comandado pelo ex-deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força. Metalúrgico e sindicalista, Paulinho é também dirigente da Força Sindical, uma das principais centrais sindicais do Brasil. 

Em maio, o partido já havia realizado evento em São Paulo com a presença de Lula e Geraldo Alckmin para declarar apoio. Na ocasião, Paulinho fez discurso duro em que prometeu enfrentar a direita. 

“O Bolsonaro destruiu o Brasil. Por isso, Lula, a nossa confiança que você vai reconstruir o Brasil. A direita no mundo se organizou melhor aqui. Nós vamos enfrentar uma guerra não da direita do Brasil, vamos enfrentar uma guerra com a direita do mundo. Por isso, o Solidariedade aqui hoje declara apoio a você”, disse no dia 3 de maio deste ano.

Já nesta terça-feira (26), a sigla realizou conferência partidária nacional em que ratificou a coligação e o apoio ao petista para a sucessão presidencial. A aliança nacional contrasta com o discurso anti-Fátima empregado por Dantas e o presidente estadual do Solidariedade, Kelps Lima.

Enquanto isso, o União Brasil de Ivan Jr, vice de Fábio Dantas, tem até o momento a postulação de Luciano Bivar como pré-candidato à presidência, nome que dividiria ainda mais a já fraturada “terceira via”. Bivar, deputado federal por Pernambuco, foi um dos principais articuladores da candidatura de Jair Bolsonaro à presidência em 2018, filiando-o ao PSL. Eles logo romperam.

Segundo a Rádio CBN, Bivar teria desistido de concorrer à presidência após reunião da Executiva Nacional do União Brasil que ocorreu nesta sexta-feira (29). A desistência do pernambucano vem também após a pesquisa Datafolha desta quinta (28), em que ele sequer pontuou. 

Agora, o UB deve liberar seus filiados a apoiarem quem quiser. Entretanto, o cacique do União Brasil trabalha para levar o apoio do seu partido a Lula já no primeiro turno. Caso isso se concretize, a aliança nacional quebraria ainda mais a oposição a Fátima no Rio Grande do Norte. A situação deixaria a chapa ao Governo completamente lulista à nível nacional, a despeito do antipetismo de Dantas e Júnior.

Na última pesquisa à sucessão ao Governo do Estado, Fátima continua na dianteira e vê seus adversários de longe. Em pesquisa contratada por empresários, a governadora lidera a disputa com 36,53% dos votos e venceria as eleições em primeiro turno, considerando os votos válidos. Já a chapa do Solidariedade e União Brasil aparece em segundo, com apenas 13%. 

Clique para ajudar a Agência Saiba Mais Clique para ajudar a Agência Saiba Mais
Artigo anteriorPróximo artigo