Natal tem encontro histórico de gerações nos 40 anos da UMES nesta quinta (8)
Natal, RN 17 de jul 2024

Natal tem encontro histórico de gerações nos 40 anos da UMES nesta quinta (8)

7 de dezembro de 2022
7min
Natal tem encontro histórico de gerações nos 40 anos da UMES nesta quinta (8)

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

As Diretas Já, o Fora Collor, a luta por educação e democracia fazem parte das quatro décadas de fundação da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas - Umes Natal, cuja história será celebrada nesta quinta (8). O evento vai reunir estudantes de diversas gerações e escolas, além dos antigos dirigentes do movimento estudantil natalense.

Cláudio Damasceno, 1º presidente da Umes natal I Foto: cedida
Cláudio Damasceno, 1º presidente da Umes natal I Foto: cedida

A Umes foi criada nas vésperas do movimento das Diretas Já. Em 1985, a instituição conquistou a Lei do Grêmio Livre, sancionada pelo governo Sarney, através da qual os grêmios deixavam de ser centros cívicos controlados pelas direções das escolas, na fase da ditadura militar, e passava ao atual formato de agremiações controladas pelos estudantes”, relata Angelo Girotto, jornalista da UFRN e ex-presidente do grêmio da antiga Etfern (atual IFRN), ex-coordenador geral do DCE da Universidade Federal e que está na organização dos 40 anos da Umes.

Fundada em 1982, a UMES Natal esteve presente em diversos momentos decisivos da história de nosso estado. Foi atuante nos movimentos pelas Diretas e liderou os protestos do Fora Collor. Conquistou diversos direitos para o segmento estudantil da capital, a exemplo da meia-entrada em eventos culturais e esportivos e a meia-passagem nos sistemas de transportes públicos.

A Umes, que hoje tem Luana Bezerra entre seus dirigentes, teve a primeira presidente mulher eleita em 2004: Gabriela Terto, que atualmente mora no Chile e já confirmou presença no evento em Natal. Diversos nomes que marcaram a história do movimento estudantil do Rio Grande do Norte também estarão presentes, como o primeiro presidente da entidade, Claudio Damasceno.

Luana Bezerra, diretora da UMES Natal e uma das organizadoras do evento
Luana Bezerra, diretora da UMES Natal e uma das organizadoras do evento

É uma responsabilidade enorme continuar o trabalho de tantas gerações que se dedicaram ao movimento estudantil em Natal. Será também um momento de aprendermos com a história que eles escreveram e nos inspirarmos para seguir lutando por nossos sonhos", comenta a dirigente da Umes, Luana Bezerra.

Além deles, estarão presentes autoridades como o atual reitor do IFRN, o professor José Arnóbio, que foi empossado apenas depois de um ano de intervenção na instituição do governo Bolsonaro. Também é esperada presença da governadora Fátima Bezerra, do secretário estadual da Educação Getúlio Marques e os deputados Natália Bonavides e Rafael Motta.

Esse é um evento importante porque marca uma mudança de geração. É essa nova turma que está organizando o Congresso que será realizado no primeiro semestre do ano que vem na região metropolitana de Natal. A Umes fez várias jornadas em defesa da educação e da democracia. Tivemos essa série de cortes e a Umes foi muito presente nessa luta contra a redução dos recursos para educação, assim como foi contra a posse do interventor, uma vitória da qual o movimento estudantil tomou parte. Nesse momento, a questão é a recomposição do orçamento para educação e a ampliação da democracia para ambientes escolares”, avalia Girotto.

Enterro dos restos mortais de Emanuel Bezerra, em 1992; a UMES realizou um cortejo pela cidade para homenagear o militante secundarista assassinado pela Ditadura I Foto: cedida
Enterro dos restos mortais de Emanuel Bezerra, em 1992; a UMES realizou um cortejo pela cidade para homenagear o militante secundarista assassinado pela Ditadura I Foto: cedida

Durante o evento, que será realizado no Auditório da Reitoria do IFRN a partir das 14 horas e aberto ao público, será lançada a revista UMES 40 anos: em defesa da educação e da democracia com parte da história da entidade desde sua fundação em 1982 até às lutas atuais.

Temos um momento difícil, de descrédito da política e marginalização das ideias progressistas. Além de mostrar importância das conquistas e vitórias que alcançamos, faremos homenagens durante o evento a cada um dos ex-dirigentes, agradecendo pela contribuição na história da entidade. Haverá estudantes de várias escolas que verão esse legado e tradição de lutas do movimento, esperamos que se inspirem e notem que muitas dessas pessoas hoje são educadores, artistas, referência para essa nova geração. Depois da fase secundarista, que se encerra cedo, por volta dos 20 anos para a maioria das pessoas, a atuação social continua em outras áreas. Esses são exemplos de pessoas que continuaram essas lutas, cada uma em seu setor de atuação ao longo da vida”, pondera Girotto.

Protesto partindo do então CEFET-RN contra a Lei Pio Marinheiro que limitava o acesso dos estudantes à meia-passagem, 2003 I Foto: cedida
Protesto partindo do então CEFET-RN contra a Lei Pio Marinheiro que limitava o acesso dos estudantes à meia-passagem, 2003 I Foto: cedida
2005: Temporada de Caça às Bruxas. UMES Natal, APES, UBES, Grêmio do CEFET e DCE da UFRN derrubaram reajuste na tarifa dos transportes públicos
2005: UMES Natal, APES, UBES, Grêmio do CEFET e DCE da UFRN derrubaram reajuste na tarifa dos transportes públicos
2021: protestos contra cortes na educação do Governo Bolsonaro. Foto: Maiakovski Pinheiro
2021: protestos contra cortes na educação do Governo Bolsonaro I Foto: Maiakovski Pinheiro
mobilização da Pão, Vacina e Educação, jornada de protestos contra as políticas de Bolsonaro na Pandemia e em denúncia do escândalo de propinas na compra de vacinas
2021: mobilização da Pão, Vacina e Educação, jornada de protestos contra as políticas de Bolsonaro na Pandemia e em denúncia do escândalo de propinas na compra de vacinas

40 anos da UMES Natal

DATA/HORÁRIO: 08/12 (quinta-feira), a partir das 14 horas.

LOCAL: Auditório da Reitoria do IFRN, que se situa em Natal, à rua Dr. Nilo Bezerra Ramalho, 1692 - Tirol.

ENTRADA: aberta ao público

Livro 40 anos UUMES Natal
Livro: UMES 40 anos: em defesa da educação e da democracia

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.