Sem material básico e corte no pagamento de bolsistas, Museu Câmara Cascudo suspende visitações
Natal, RN 18 de jun 2024

Sem material básico e corte no pagamento de bolsistas, Museu Câmara Cascudo suspende visitações

7 de dezembro de 2022
3min
Sem material básico e corte no pagamento de bolsistas, Museu Câmara Cascudo suspende visitações

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Diante da falta de insumos básicos como água mineral, papel higiênico e materiais de limpeza, além da suspensão do pagamento de cerca de 25 bolsas para estudantes de graduação, o Museu Câmara Cascudo (MCC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), suspendeu a visitação ao Pavilhão Expositivo e ao Parque do Museu por tempo indeterminado.

A medida foi comunicada na manhã desta quarta (7). Ao todo, o bloqueio realizado no dia 28 de novembro pelo Ministério da Educação (Mec) no orçamento da UFRN retirou cerca de R$ 3,8 milhões da Universidade, que já havia sofrido um corte de R$ 23 milhões este ano e um outro bloqueio de mais R$ 8,8 milhões em outubro.

A suspensão das visitas ao Museu Câmara Cascudo acontece, justamente, quando se inicia o período de férias escolares e o aumento do fluxo de visitantes na cidade. Em 2022, depois de quase dois anos fechado por causa do isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, o MCC recebeu pouco mais de 22 mil visitantes, um aumento de 10% em relação ao mesmo período de 2019.

O corte orçamentário atingiu todas as despesas da UFRN, incluindo os recursos de assistência aos estudantes que já estavam comprometidos para o pagamento de bolsas e auxílios do mês de novembro. Também foram zeradas as programações de despesas para o mês de dezembro, o que deve impedir o pagamento aos estudantes e fornecedores por mais um mês.

No Museu Câmara Cascudo, os estudantes com bolsa são responsáveis pelo atendimento de visitantes, mediação nas exposições e áreas de visitação como o orquidário, o jardim sensorial e a horta urbana no Parque do Museu. Os estudantes também atuam em áreas como o apoio administrativo, atendimento na biblioteca, comunicação e design, além da conservação das coleções de Arqueologia, Etnologia, Paleontologia e Estudos Ambientais.

De acordo com a direção da instituição, enquanto não há expectativa de desbloqueio dos recursos, as equipes do MCC estão buscando alternativas para retomar as visitas o mais breve possível, com a garantia de condições mínimas de atendimento ao público e de segurança para o acervo da instituição.

As atividades administrativas, de conservação de coleções e de pesquisa serão mantidas com capacidade reduzida. A Biblioteca Setorial Veríssimo de Melo segue aberta ao público, das 7h30 às 13h30, até o dia 16 de dezembro, quando entra em recesso acadêmico, retomando as atividades no dia 16 de janeiro.

Museu Câmara Cascudo Foto: Divulgação

Pagamentos suspensos

A pró-reitoria de Administração (Proad) da UFRN anunciou na segunda (5) a suspensão dos pagamentos em decorrência do bloqueio orçamentário mais recente do governo Bolsonaro, realizado no dia 28 de novembro, no valor de R$ 3,8 milhões.

Sem previsão de desbloqueio do orçamento, também estão suspensos por prazo indeterminado os pagamentos de diárias, passagens, auxílio financeiro a estudantes, taxas de inscrição em eventos, reembolsos e qualquer outra despesa que demande empenho e/ou reforço de empenho.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.