Irmãos de Natal criam produto descartável que permite que mulheres façam xixi em pé e faturam R$ 60 mil 
Natal, RN 20 de jun 2024

Irmãos de Natal criam produto descartável que permite que mulheres façam xixi em pé e faturam R$ 60 mil 

19 de fevereiro de 2023
4min
Irmãos de Natal criam produto descartável que permite que mulheres façam xixi em pé e faturam R$ 60 mil 

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Só as mulheres sabem quanta resistência é preciso ter na perna para conseguir fazer xixi meio agachada... meio sentada, em banheiros públicos, na tentativa de evitar contato com o vaso sanitário. Essa é uma reclamação frequente entre o público feminino e por mais distante que estejamos da última série de musculação com agachamento, o quadríceps femoral é sempre exigido nesses momentos, estejamos prontas ou não.  

Foto: divulgação e.pipi
Foto: divulgação e.pipi

Ao conversar sobre essa situação num bate-papo informal com a família, ainda em 2017, os irmãos Karen Geppert, de 19 anos, e Erik Geppert, de 22, tiveram a primeira ideia do que viria a ser a e.pipi, empresa fundada por eles que fabrica uma espécie de cone que funciona como condutor urinário feminino, permitindo às mulheres fazer xixi em pé, sem maiores esforços. 

Os irmãos são de Natal (RN), mas foi quando os dois se mudaram para São Paulo e Karen começou a faculdade de administração de empresas na Link School of Business, que ela resgatou a ideia. 

A e.pipi é descartável, mas o cone de papel é revestido por uma resina selada no calor que torna o material resistente ao líquido. A patente foi registrada em 2021, antes disso, a dupla fez uma série de testes, inclusive com pessoas da família, para avaliar a adaptação do cone a diferentes tipos de corpos. Ao todo, foram desenvolvidos cinco modelos até chegar ao formato atual. 

Os irmãos Karen e Karen e Erik Geppert I Foto: divulgação
Os irmãos Karen e Erik Geppert I Foto: divulgação

Investimento inicial 

Campanha da e.pipi em banheiro durante evento de réveillon em João Pessoa, na Paraíba I Foto: divulgação
Campanha da e.pipi em banheiro durante evento de réveillon em João Pessoa, na Paraíba I Foto: divulgação

Para tirar a e.pipi do papel os irmãos precisaram investir R$ 100 mil. Em 2022, no período de um ano, eles venderam 25 mil unidades e arrecadaram R$ 60 mil.  

Para 2023, eles projetaram um crescimento de 400% com a fabricação e venda de 500 mil unidades, cada uma ao valor de R$ 29 o pacote, que vem com dez unidades. 

A e.pipi tem seu próprio site para vendas, mas o material também já pode ser encontrado em vários pontos do território nacional. Em Natal, o pacote pode ser adquirido na Solui da rua Apodi, no bairro do Tirol, também tem e.pipi na Toli, em Recife; na Drogaria Galeileia, em Mauá (SP); no Mercado Tateno, na Vila Mariana (SP); na farmácia Maxi Popular, na Vila Helena, em Dourados (MS); no site Labrand Shop; além da Amazon, Shopee e Mercado Livre. 

88.7K 

Este ano, a marca esteve presente no carnaval de rua de São Paulo, onde os irmãos moram, e a aposta é investir no público jovem com presença física em alguns eventos.  Já no universo virtual, a aposta é nas redes sociais como o TikTok, onde a e.pipi tem mais de 88 mil seguidores. 

Número de seguidores no canal da e.pipi no Tik Tok
Número de seguidores no canal da e.pipi no Tik Tok
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.