Startup fundada por estudantes da UFRN é finalista da competição “Brazil Conference” das universidades de Harvard e MIT
Natal, RN 22 de abr 2024

Startup fundada por estudantes da UFRN é finalista da competição “Brazil Conference” das universidades de Harvard e MIT

7 de fevereiro de 2023
4min
Startup fundada por estudantes da UFRN é finalista da competição “Brazil Conference” das universidades de Harvard e MIT

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Uma startup fundada por três estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está entre as finalistas da HackBrazil 2023, uma espécie de competição para produção de soluções tecnológicas para problemas comuns, uma iniciativa da Brazil Conference at Harvard & MIT, organizada anualmente pela comunidade brasileira de estudantes das universidades de Harvard e do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Boston, nos Estados Unidos.

Com o nome de Orby, a startup já tem site próprio em funcionamento e foi criada em novembro de 2021 por Maria Eduarda Franklin, que cursou engenharia biomédica na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e mestrado no Instituto Santos Dumont (ISD); por Aldrén Martins, que possui formação em Engenharia Biomédica e Tecnologia Biomédica pela UFRN; e pela designer Kalynda Gomes, do curso de Artes Visuais da UFRN e Técnica em Multimídia pelo Instituto federal de Ciência e Tecnologia (IFRN).

Para quem não está muito ambientado à nova linguagem tecnológica, "startups" são empresas ainda em fase de desenvolvimento que tem a proposta de desenvolver ou aprimorar um novo tipo de negócio, de maneira inovadora, que vem associado com tecnologia e de grande impacto social.

O grupo fundou a startup inspirados pela vitória no maior hackathon da América Latina, o Hacking.Rio. A Orby desenvolve soluções que automatizam e integram processos médicos e a proposta aprovada para a terceira fase da HackBrazil, nos Estados Unidos, é desenvolver o Audionics, um aparelho amplificador sonoro individual de produção nacional, integrado a um aplicativo que pode ser acessado do celular para ajuste automático dos parâmetros sonoros.

O aparelho também seria integrado a uma inteligência artificial que permite realizar a filtragem de ruídos em ambientes com muito barulho, o que não é suportado pela maioria dos aparelhos vendidos no Brasil atualmente. O Audionics seria voltado para pessoas com deficiência auditiva de grau leve a médio, dando mais autonomia e qualidade de vida aos usuários.

Este ano, a conferência HackBrazil 2023 vai acontecer nos dias 31 de março e 01 de abril na cidade de Cambridge, no estado de Massachusetts, onde ficam as prestigiadas universidades de Harvard e o MIT.

Além de concorrer a uma premiação de R$ 75 mil, o grupo também terá contato com outros grupos de pesquisa e startups de diversos países.

"Sermos finalistas da HackBrazil 2023 é uma grande conquista, pois além de estarmos entre os cinco finalistas e ser a única representante do nordeste, vamos concorrer ao prêmio de 75 mil

reais, que poderá impulsionar a empresa. Esse evento nos abre portas para o empreendedorismo global, uma vez que contam com grandes expoentes do mercado e nos oportunizará uma imersão na cultura de alto desempenho de Boston/USA, ainda permitindo criar conexões valiosas para futuros investimentos e desenvolvimento da empresa, bem como angariar mais conhecimento para que continuemos fazendo nosso trabalho com excelência e tracionando cada vez mais no mercado", comentou o trio.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.