Potiguar apresenta projeto de alfabetização em evento nos EUA com lideranças de favelas
Natal, RN 13 de abr 2024

Potiguar apresenta projeto de alfabetização em evento nos EUA com lideranças de favelas

11 de abril de 2023
3min
Potiguar apresenta projeto de alfabetização em evento nos EUA com lideranças de favelas

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O potiguar Jefferson Lúcio foi o único representante do Rio Grande do Norte na comitiva do G10 Favelas, formada por lideranças e empreendedores das favelas brasileiras, que esteve nos Estados Unidos na Brazil Conference, em Boston.

O evento, realizado entre 31 de março e 1º de abril, discutiu temas relacionados à política, economia, cultura e sociedade. A iniciativa também promoveu debates e apresentações de projetos. Lá, Jefferson falou sobre o COMUNITÁRIOS com CIDADANIA - cccPotiguar, movimento que surgiu em 2020 para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade a se protegerem da Covid-19 e que depois expandiu sua atuação. Hoje, o grupo promove turmas de alfabetização na Educação de Jovens e Adultos (EJA) na capital.

“Além de entregar uma cesta, além de entregar uma máscara, de entregar um álcool, eu busquei expandir e vimos a necessidade de alfabetizar pessoas na zona Norte de Natal e zona Oeste”, explica o empreendedor social.

Turma de alfabetização do Jardim Progresso, no bairro Nossa Senhora da Apresentação. Jefferson aparece em pé no lado direito | Foto: cedida

Para isso, o grupo contou com a ajuda do Movimento de Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do G10 Favelas. 

“Fizemos um diálogo que envolveu principalmente o MST, para que a política pública de superação do analfabetismo pudesse também chegar em Natal. A gente conseguiu mobilizar 11 turmas de alfabetização no final de 2021. Em 2022 as turmas iniciaram em setembro e a colação de grau foi agora em fevereiro”, comenta Jefferson.

As turmas foram formadas em diferentes localidades, como na Ocupação urbana Helleny Ferreira, com famílias do Movimento de Luta por Moradia Popular (MLMP); na comunidade Boa Esperança, bairro Lagoa Azul; Leningrado; Igapó; Planalto, dentre outros bairros. A Secretaria Estadual de Educação (Seec) também prestou apoio.

Para Lúcio, é importante que os projetos de EJA se expandam, especialmente para pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Ainda que o Rio Grande do Norte seja reconhecido mundialmente pelo projeto que Paulo Freire desenvolveu [48 Horas de Angicos], mas ele ainda amarga quase meio milhão de pessoas em analfabetismo no Estado, que é um número muito grande”, lamenta.

Agora, o COMUNITÁRIOS com CIDADANIA pretende novamente ampliar sua atuação. O grupo articula a criação de seis minibibliotecas espalhadas pelas zonas Norte, Oeste e Leste. Em parceria com a Uern, seis lideranças estão sendo capacitadas para ficar à frente de cada uma delas.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.