Potiguar Antonia entra em campo como titular na estreia do Brasil na Copa do Mundo Feminina de futebol
Natal, RN 20 de mai 2024

Potiguar Antonia entra em campo como titular na estreia do Brasil na Copa do Mundo Feminina de futebol

24 de julho de 2023
3min
Potiguar Antonia entra em campo como titular na estreia do Brasil na Copa do Mundo Feminina de futebol

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com a camisa número 2, a potiguar Antonia Silva esteve entre as titulares no time do Brasil que entrou em campo na manhã desta segunda (24), na Copa do Mundo Feminina de Futebol de 2023, contra o Panamá. Os jogos dessa primeira fase estão sendo realizados na Austrália, mas também há previsão de partidas na Nova Zelândia.

Depois de uma participação ativa no 1º tempo, a potiguar saiu de campo no 2º tempo para a entrada de Bruninha (nº13). Antonia, que é lateral direita na seleção brasileira, nasceu em Riacho de Santana, município com pouco mais de 4 mil habitantes no interior do Rio Grande do Norte. Ela começou no futsal, mas foi no futebol que deslanchou e conquistou a convocação para a Seleção Brasileira.

Dos 29 anos de idade que tem hoje, 15 foram dedicados ao esporte. Antonia é a segunda jogadora do RN a integrar a seleção brasileira numa Copa do Mundo de futebol. Antes dela, apenas a atacante Suzana havia disputado o mundial no ano de 1999, nos Estados Unidos.

Destaque

Antonia começou a demonstrar talento para o esporte ainda na escola. Foi bicampeã invicta no futsal feminino dos Jogos Escolares do RN (Jerns) de 2007 e 2008, quando estudava na Escola Estadual Professora Maria Angelina Gomes.

A vitória rendeu convite de uma escola particular em Natal. Antonia também defendeu o time de futsal do ABC e em 2010 ela passou a defender um time profissional de futsal em São Paulo.

A atleta potiguar só entrou para o futebol de campo em 2016, quando foi para o time da Ponte Preta. Já a primeira convocação para a seleção brasileira ocorreu apenas um ano depois, em 2017.

Caso se confirme a vitória do Brasil, que estava de 3X0 até meados do segundo tempo da partida contra o Panamá, o Brasil passa a liderar o grupo F, que também tem França e Jamaica, que estrearam com uma partida que acabou empatada em zero a zero.

A seleção feminina de futebol do Brasil disputou 24 jogos em Copas do Mundo, obtendo 17 vitórias, 2 empates e 5 derrotas.

Saiba +

Entenda como será ponto facultativo no RN durante a Copa do Mundo de Futebol Feminino

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.