Cervejaria Resistência transmite ao vivo depoimento de João Pedro Stédile na CPI do MST nesta terça (15)
Natal, RN 20 de jun 2024

Cervejaria Resistência transmite ao vivo depoimento de João Pedro Stédile na CPI do MST nesta terça (15)

14 de agosto de 2023
2min
Cervejaria Resistência transmite ao vivo depoimento de João Pedro Stédile na CPI do MST nesta terça (15)

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Cervejaria Resistência vai exibir no telão da casa, nesta terça-feira (15), a partir das 14h, o depoimento de João Pedro Stédile na CPI do MST, na Câmara dos Deputados. Fundador e dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Sem Terra, Stédille vai depor na condição de convocado pelos deputados.

A CPI vem sendo usada pela oposição ao governo Lula para tentar criminalizar os movimentos populares, além de plataforma eleitoral para políticos de extrema-direita, como o relator Ricardo Salles, ex-ministro do Meio Ambiente no governo Bolsonaro e pré-candidato à prefeitura de São Paulo, em 2024.

Em entrevista ao portal Brasil de Fato, João Pedro Stédile disse que está tranquilo e já avisou que vai defender os interesses da reforma agrária:

- Estou indo sem nenhuma preocupação, falarei apenas o que sei, estou tranquilo e sereno para defender os interesses da reforma agrária e do povo brasileiro. Eu tenho muito orgulho disso, defendemos o interesse do povo há quarenta anos. Nós não temos nada a perder. O MST é um movimento legítimo, que sempre atuou nas regras da constituição e, mais do que legítimo, é um movimento popular necessário, porque na história da humanidade nunca houve reforma agrária sem pressão social dos sem-terra organizados, isso aconteceu em todo o planeta e é papel do MST organizar os trabalhadores para que lutem pela terra”.

Saiba Mais: Na véspera de depoimento, Stedile diz não temer CPI do MST: 'Estou indo sem nenhuma preocupação'

Cerveja como pretexto

Ao abrir a Resistência num dia em que geralmente a casa está fechada para a fabricação de cervejas artesanais, o advogado Anderson Barros quer passar a mensagem de que a sociedade precisa fortalecer os movimentos sociais, especialmente diante dos ataques que o MST vem recebendo, tanto do Parlamento como da extrema-direita nas ruas.

- Vamos transmitir o depoimento do Stédille porque é momento muito importante para fortalecer os movimentos sociais, especialmente o MST, nessa conjuntura de ataques. É uma forma de fortalecer esse espirito de união entre a gente, a cerveja é apenas um pretexto, o importante é estar junto”, disse.

Saiba Mais: Cine Resistência exibe filmes potiguares e debate efeitos da ditadura militar até os dias atuais

Durante as eleições de 2022, a Cervejaria Resistência também transmitiu debates eleitorais no 1º e 2º turnos. Também passaram pela casa nomes importantes do debate político, como Frei Betto e o pastor Henrique Vieira, hoje deputado federal pelo PSOL. Recentemente, o jornalista Breno Altman lançou livro no espaço também. Segundo Barros, essa é a vocação da cervejaria:

- A vocação natural da Cervejaria Resistência sempre foi essa, desde a origem teve como norte promover seminários, exibir filmes, palestras, debates. A cerveja sempre foi um pretexto pra gente se reunir. Esse ano, após a posse do Lula, sinto que também houve uma certa dispersão por parte dos movimentos. E isso é um perigo porque a gente ainda não conseguiu derrotar o fascismo. A luta não terminou. Então usamos o mote da cerveja para promover esses encontros”.

SERVIÇO:

Cervejaria Resistência
Rua Leonora Armstrong, 35, Ponta Negra
Entrada gratuita

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.