Curta produzido na periferia de Natal aborda Alzheimer e cuidado
Natal, RN 2 de mar 2024

Curta produzido na periferia de Natal aborda Alzheimer e cuidado

22 de janeiro de 2024
6min
Curta produzido na periferia de Natal aborda Alzheimer e cuidado
Equipe de 'Felis' durante filmagem no Iate Clube de Natal, gravações foram feitas em apenas três dias I Foto: cedida

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Depois de uma perda gestacional, Janaína volta pra casa e, junto com a mãe, passa a cuidar da avó, que recebeu o diagnóstico de Alzheimer. Esse é o mote inicial do curta “Felis” que, paralelamente, aborda o drama que recai sobre as mulheres na responsabilidade pelo cuidado dos parentes que adoecem.

O filme é sobre Alzheimer, sobre o cuidado que recai quase sempre sobre as mulheres, principalmente, nas periferias. A história é sobre uma jovem que retorna para casa depois de alguns anos depois de descobrir o diagnóstico da avó... tem todo aquele processo de readaptação familiar, encontro e perda de memória da avó”, antecipa Jane Gomes, que assina o roteiro e a direção do curta.

O Felis com ‘s” no final é o diminutivo do nome da personagem principal, Felismina, que mora no bairro de Mãe Luíza. O roteiro foi escrito por Jane Gomes, que conseguiu o financiamento da produção depois de inscrever o curta em um edital da Prefeitura do Natal, a Seleção Pública Cine Natal de 2022, através da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte).

Comecei com o roteiro, porque essa é uma ideia que tinha desde 2016/17. Em 2020 participei de um laboratório de roteiro oferecido pelo Gira Narratologia, do Centro Afro Carioca Zózimo Bulbul, no Rio de Janeiro, com foco em cinema negro; e depois fiz uma oficina da Casa da Praia Lab, promovido pela produtora Casa de Praia, em Natal. Inscrevi o roteiro no edital da prefeitura e fui contemplada. Já estava com a equipe montada porque já trabalhava com produção”, detalha Jane Gomes.

‘Felis’ foi gravado em apenas três dias para conseguir dar conta dos custos com diárias e locações. A equipe, formada por 20 pessoas, tem gente de São Gonçalo do Amarante, Extremoz, de diferentes bairros da Zona Norte, Quintas, Alecrim, Vila de Ponta Negra, além de Mãe Luíza, onde mora a avó que é personagem do curta.

Equipe do curta 'Felis' I Fotos: cedidas

Tentamos usar as pessoas da periferia, porque a proposta era incentivar novos realizadores, para que aproveitassem a produção como uma oportunidade para engatarem o currículo”, acrescenta.

O filme estreia no dia 2 de fevereiro, no Espaço Pop, localizado na Rua João XXIII, no bairro Mãe Luiza. O local tem uma simbologia porque é o bairro onde mora a personagem Felismina, que na vida real, é a avó de Jane, que realmente recebeu o diagnóstico de Alzheimer. Mas, o entrecruzamento entre ficção e realidade termina por aí.

“Tive o cuidado de não misturar as coisas. Há a simbologia de Mãe Luíza ser a comunidade onde vive a senhora que é personagem central. Toda a história é realmente a da vida dela, mas tento não trazer a questão pessoal de ser minha avó, o filme é uma ficção. Ela recebeu o diagnóstico de Alzheimer há cerca de dez anos e utilizei essa questão como tema para criar a história”, revela Jane.

“Felis”, que também tem direção de Caio Medeiros, foi realizado pela Passa A Visão Produtora, fundada por Jane Gomes, que também tem outras produções no currículo, com a proposta de garantir debates e protagonismo na periferia de Natal. Todo o processo para produção do curta, que contou até com preparação de elenco, durou um ano até a edição final.

Jane Gomes, durante filmagens I Foto: cedida
Caio Medeiros divide a direção com Jane Gomes I Foto: cedida

No filme, eu e Jane dividimos a direção, fiquei com a captação e com a montagem. Foi uma experiência muito boa. Foi minha primeira vez participando da direção de um curta. Desde o momento que eu me encontrei com Jane e com o Pablo, a ideia que ela tinha passado sobre o roteiro... a gente já se conectou, já veio na minha mente onde que seria cada cena, como é que seria, enfim. E da mesma forma que eu pensei, foi como Jane também pensou... estávamos em sintonia. Outra coisa também interessante nesse processo foi a preparação de elenco. Construímos uma relação muito boa com as atrizes. O pessoal que fez a preparação, o Pablo Vieira e o Moisés Ferreira, do Espaço A3, são incríveis. Essa preparação de elenco foi necessária para construir essa relação entre elas, de família, e também a relação de toda a equipe... do pessoal que estava na assistência, no figurino, maquiagem. Enfim, foi incrível!”, avalia Caio.

Por enquanto, 'Felis' ainda não tem trailer, mas fica pronto em breve. Além da exibição no dia 2 de fevereiro no Espaço Pop, em Mãe Luíza, o plano é inscrever o curta para concorrer a festivais Brasil afora.

Serviço:

“Felis”

Lançamento: 2 de fevereiro

Local: Espaço Pop, localizado na Rua João XXIII, no bairro Mãe Luiza, em Natal

Entrada: gratuita

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.