UFRN limita acesso à pista de atletismo e deixa corredores na mão
Natal, RN 22 de fev 2024

UFRN limita acesso à pista de atletismo e deixa corredores na mão

24 de janeiro de 2024
4min
UFRN limita acesso à pista de atletismo e deixa corredores na mão
Cadeado é nova realidade em pista de atletismo da UFRN | Foto: Raiane Miranda

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A UFRN instituiu limitações para o acesso do público externo à pista de atletismo da instituição. Com a obrigatoriedade de um cadastro prévio e de horário apenas à tarde, corredores perdem a principal opção para o treino em Natal.

A fotógrafa Raiane Miranda, 23, corre há seis meses e começou a utilizar a pista da universidade em novembro. Neste mês, ela diz que se preparou com os colegas para chegar na UFRN às 5h da manhã e praticar os exercícios. Contudo, encontrou o acesso à pista trancado.

“Quando a gente chegou lá, simplesmente estava trancado com cadeado e não tinha ninguém informando, nenhum aviso na parede, nada”, relata.

Procurada, a UFRN informou que a limitação aconteceu por motivos de segurança e para assegurar a realização das atividades institucionais. Agora, o Complexo de Esportes e Eventos (Coespe) está cadastrando o público externo interessado em usar a pista de atletismo da instituição.

As pessoas autorizadas poderão frequentar o espaço de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h. O cadastro é realizado pessoalmente, na secretaria do Coespe, ou pelo e-mail [email protected], mediante informações de nome, idade e objetivo de uso da pista de atletismo. Já para a realização de caminhadas, o Coespe orienta o uso da pista externa.

Falta de locais apropriados

Uma dificuldade sentida por Raiane e outros atletas é a falta de locais apropriados para a prática da corrida em Natal. No nível da pista da UFRN, afirma a fotógrafa, não há nenhuma outra. Outros espaços também utilizados por atletas são a Via Costeira e a Rota do Sol.

“Mas são lugares mais distantes e que não têm um piso apropriado, tem elevações, não é adequado para certos treinos”, conta Miranda. 

“Treino de velocidade, especialmente, é muito importante ser numa pista como aquela [da UFRN]. Então, faz uma diferença gigantesca”, explica. 

A fotógrafa ainda ressalta que a pista da universidade é num local fechado, com mais segurança em relação a outros espaços. Lá também não há o perigo da circulação de veículos.

“Quando a gente vai pra rua é mais perigoso”, diz ela, citando o exemplo da Rota do Sol e dos carros ao lado.

Raiane treina na UFRN desde novembro, agora utilizando a pista externa. Ao fundo, a pista de atletismo trancada | Foto: Rafael Nascimento

Miranda também lamenta o horário destinado pela UFRN para os usuários cadastrados, que ela classifica como “péssimo”. De acordo com a fotógrafa, a maior parte do público frequentava a pista justamente pela manhã, por volta das 5h. Já das 14h às 18h, o calor aumenta.

“Ninguém vai conseguir utilizar e ainda é inviável para trabalhadores e estudantes”, aponta.

Ela afirma que não entendeu a alegação de "motivo de segurança" por parte da universidade.

“Que eu saiba nunca ocorreu nenhum problema com relação a isso. As pessoas só vão correr e pronto. Os corredores se respeitam e se apoiam muito. Utilizamos a pista com muita seriedade”, ressalta.

Prefeitura

Procurada, a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) da Prefeitura de Natal informou que não possui pista de atletismo como a da UFRN, mas citou outros espaços propícios para corrida e caminhadas, como o Bosque das Mangueiras e o Parque Ecológico. Sob responsabilidade da SEL, a pasta citou ainda um espaço no Largo da Praça Mãe Peregrina, no Conjunto Cidade Satélite.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.