Bolsonaro tem 24 horas para entregar passaporte à Polícia Federal
Natal, RN 29 de fev 2024

Bolsonaro tem 24 horas para entregar passaporte à Polícia Federal

8 de fevereiro de 2024
4min
Bolsonaro tem 24 horas para entregar passaporte à Polícia Federal
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Operação Tempos Veritatis ("hora da verdade", em latim) da Polícia Federal, por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF) foi, nesta quinta-feira (8), até a casa do ex-presidente Jair Bolsonaro, na Vila Histórica de Mambucaba, em Angra dos Reis, onde apreendeu um celular do assessor Tercio Arnaud Thomaz e deu 24 horas para que o inelegível entregasse seu passaporte. A Operação por ordem do ministro Alexandre de Moraes, faz cumprir 33 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva. No geral, serão 48 medidas cautelares determinadas pelo ministro do STF, incluindo a proibição de os investigados manterem contato ou se ausentarem do país.

A ação deflagrada diz respeito à investigação da suposta existência de uma organização criminosa que teria atuado numa tentativa de golpe de Estado, com fraudes nas eleições presidenciais de 2022, tendo como ápice os atentado contra a democracia no dia 8 de janeiro. De acordo com informações da Agência Brasil, esse trabalho da Polícia Federal só foi possível após as informações dadas, por acordo de delação premiada, pelo ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, o tenente-coronel Mauro Cid.

Além do Rio de Janeiro, estão sendo cumpridas medidas judiciais no Amazonas, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Goiás e Distrito Federal.

O deputado federal (PT) Fernando Mineiro falou com a Agência Saiba Mais e afirmou que o que está sendo feito nada mais é do que está previsto na Constituição Federal;
"O que aconteceu no 8 de janeiro de 2023 precisa, sim, da mais rigorosa apuração. E que ao final desse processo, as pessoas responsáveis pela tentativa de golpe sejam punidas na forma da lei. E que a punição não seja apenas para a chamada 'arraia miúda' que realizou a criminosa depredação do patrimônio público. Mas que sejam identificadas as pessoas mandantes e financiadoras da tentativa de golpe. Essa é a única garantia de que atos como os do 8bde janeiro de 2023 não se repitam", disse ele.

Já o sargento Gonçalves, deputado federal pelo PL, se pronunciou por meio de redes sociais sobre o ocorrido, alegando que "(É) Perseguição clara de Alexandre de Moraes! Bolsonaro e aliados sendo perseguidos pela Polícia Federal. Todo momento é uma narrativa diferente"

A deputada federal (PT), Natália Bonavides, afirmou que a operação da PF mostra que as investigações sobre a tentativa de golpe promovida por bolsonaristas estão cada vez mais perto de seus organizadores. "A tentativa teve comando e não é difícil que esse comando tenha vindo de Bolsonaro e dos militares que prestavam serviços a ele", disse ela em uma rede social.

Não só políticos têm se pronunciado sobre esse momento. A professora da UFRN e membro do Conselho Estadual de Cultura, Josimey Costa, disse para a Agência Saiba Mais que este é um momento histórico muito importante.

"É fundamental para toda democracia e toda sociedade saudável, investigar, responsabilizar e fazer qualquer um arcar com as consequências de suas ações criminosas. Sejam esses atores civis, militares ou Bolsonaro, ninguém deve estar acima da lei".

O ator Pedro Queiroga também opinou, lembrando que a impunidade a respeito de crimes de colarinho branco - e de fardas - no Brasil precisa ser revista e combatida.

Desde menino, depois do golpe de 1964 e da abertura em 1978 que cunhou-se a expressão no Brasil de tudo 'virar pizza'. Sobretudo com processos contra militares. Se não me engano houve um acordo de anistia aos exilados políticos, em troca da anistia desses criminosos de farda que implementaram o golpe e ficaram impunes. Então o que eu desejo hoje é que essas instituições, mesmo ainda aparelhadas por grandes empresários e militares, consigam funcionar e que esse rolo que tem sovado (apenas) os 'Chicos' desde aqueles tempos, venha a sovar também os 'Francisco de farda e de paletó".

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.