Carnaval em Gostoso registra quedas de energia e pacotes cancelados
Natal, RN 21 de abr 2024

Carnaval em Gostoso registra quedas de energia e pacotes cancelados

19 de fevereiro de 2024
4min
Carnaval em Gostoso registra quedas de energia e pacotes cancelados
Praia em São Miguel do Gostoso I Foto: Ricardo Junior/ www.ricardojuniorfotografias.com.br

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Os planos de um carnaval na praia, com natureza e conforto, acabaram saindo do controle para quem escolheu São Miguel do Gostoso (distante cerca de 100 quilômetros de Natal), no Litoral Norte potiguar, como destino. Depois de uma série de interrupções no fornecimento de energia no domingo (11) de folia, a direção da Associação de Empresários e Empreendedores de São Miguel do Gostoso decidiu entrar com uma Ação na justiça contra a Cosern (Neoenergia).

O grupo explica que as quedas de energia, além de gerarem prejuízos materiais para pousadas e hotéis, deixaram hóspedes irritados e uma péssima imagem da cidade.

São Miguel do Gostoso é o 3º destino mais importante do Rio Grande do Norte. Não podemos deixar que se espalhe a imagem de turista que sai correndo porque o ar-condicionado da pousada pegou fogo... alguns cancelaram os pacotes. Essa foi a forma que encontramos de tentar compensar, minimamente, a imagem para o destino, que foi extremamente prejudicada”, lamenta Suzano Motta, presidente da Associação do Empresários e Empreendedores de São Miguel do Gostoso.

O grupo alega que, apenas no domingo (11), foram mais de 12 horas sem energia. Além disso, por causa das quedas constantes no fornecimento, houve queima de aparelhos de ar-condicionado, bombas de piscina, frigobar, geladeira e outros eletrônicos, além da perda de produtos perecíveis, como sorvetes e crustáceos.

A associação exige uma explicação técnica sobre o ocorrido e um plano de controle preventivo, para evitar que o colapso energético volte a se repetir. Além disso, A Neoenergia também será acionada através de ações individuais, para compensar prejuízos materiais e de lucros cessantes, além de reparações por danos morais (imateriais). Ao todo, 33 empresários entraram como parte na Ação coletiva.

“Eles [a Cosern] alegam que há duas estações e, entre ligar uma e desligar a outra, tem sempre essas quedas e apagões, comprometendo a imagem da cidade e dos estabelecimentos. Em uma das pousadas, o ar condicionado pegou fogo, em outra, os hóspedes foram dormir nas espreguiçadeiras da piscina porque não aguentavam o calor nos quartos. Também teve hóspede que saiu dando show, reclamando, pedindo ressarcimento”, relata Motta.

Em um vídeo gravado durante o domingo de carnaval, no dia 11, o técnico de uma das pousadas testa a corrente elétrica, que deveria ser de 220 volts, mas que varia entre 168 e 78.

Um artista bem conhecido aqui na cidade que tem um bloco infantil, perdeu todas as máquinas de algodão doce e pipoca. As mães pegaram as crianças e foram para casa, acabou o bloco dele, foi uma revolta total, não tem reparação para isso”, critica Motta.

De acordo com o empresário, esse é um problema que se repete há anos. Também houve falta de energia no carnaval do ano passado, na Semana Santa de 2023 e no Réveillon. Nesse último sábado (17), o problema voltou a se repetir.

As pessoas aqui acumulam prejuízos há anos, mas acabam desistindo de ingressar com alguma ação na justiça porque a Neoenergia é extremamente burocrática e as pessoas acabam deixando pra lá, se acostumam... mas o turista não!”, alerta o empresário.

Eles [a Neoenergia] pedem absurdos, como laudo técnico, nota fiscal dos equipamentos e conta de energia no nome do proprietário do imóvel quando, em São Miguel, a maioria dos imóveis são alugados, e o dono não vai deixar uma conta aberta em seu nome, a maioria vem no nome do locatário”, reclama Motta.

Por meio de nota, a empresa Neonergia Cosern lamentou os transtornos e disse que normalizou o fornecimento de energia de 62% dos 3.515 clientes que tiveram o serviço interrompido às 17h10 do domingo (11) em 30 minutos. A empresa também disse que a falta de energia ocorreu apenas em um pequeno trecho de São Miguel do Gostoso e que os demais 1.074 clientes tiveram o fornecimento normalizado às 0h51 da segunda-feira (12), após correção de um defeito identificado na rede elétrica de média tensão local.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.