UFRN 1958: Coleção valoriza patrimônio e símbolos da universidade
Natal, RN 13 de abr 2024

UFRN 1958: Coleção valoriza patrimônio e símbolos da universidade

29 de fevereiro de 2024
4min
UFRN 1958: Coleção valoriza patrimônio e símbolos da universidade
O tridente é um dos símbolos da UFRN / Foto: Cícero Oliveira

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Por Ana Laura Alvarenga

A livraria Cooperativa Cultural lançou uma coleção de camisetas com estampas ilustradas que valorizam ícones do patrimônio material e imaterial da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Batizada “UFRN 1958”, a coleção apresenta a Biblioteca Central Zila Mamede, o Monumento Símbolo da instituição e o presépio. Ilustrado pelo professor, arquiteto e atual superintendente do Iphan José Clewton do Nascimento, a coleção ganha uma dimensão especial, refletindo não apenas a trajetória acadêmica, mas também a contribuição significativa para o desenvolvimento cultural e social da região:

“Reconhecer vai além de uma simples aproximação; é proporcionar a possibilidade de pertencimento e conexão com esses locais. É compreender que quando se observa esses elementos desenhados, não se limita à sua dimensão física ou a uma simples representação visual, mas sim à sua carga histórica e simbólica, que reflete o papel da UFRN no contexto histórico da cidade”, destacou o ilustrador.

A seleção dos locais a serem ilustrados foi uma etapa crucial do processo. O artista ressaltou que a escolha visava representar de maneira marcante a universidade como referência na cidade e no estado. O processo envolveu uma cuidadosa triagem de imagens fornecidas pelo fotógrafo da UFRN Cícero Oliveira para garantir que os locais selecionados capturassem a essência da Universidade e de Natal.

"Nós fomos pensando em uma gama de possíveis desenhos locais que representassem a universidade, não somente a universidade enquanto um espaço físico, mas também o que chamamos de material e imaterial", aponta Clewton.

Além disso, ele mencionou o cuidado em dialogar com a história e a arquitetura dos espaços representados, reconhecendo neles não apenas elementos físicos, mas também testemunhos do passado e símbolos de pertencimento para a comunidade universitária e a população em geral.

O professor Luciano Capistrano, mestre em ensino de História e sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte, ressalta a importância de uma política de preservação que abarque tanto o patrimônio cultural material quanto o imaterial:

“É importante que as gerações aprendam através dos monumentos, através deste patrimônio cultural material, aprendam a sua origem, aprendam suas identidades, aprendam a sua ancestralidade”.

Ao falar sobre a UFRN, Capistrano enaltece a instituição de ensino como um patrimônio do Rio Grande do Norte por excelência. Para ele, a universidade não é apenas um espaço físico, mas um centro de conhecimento e produção de saberes que desempenha um papel fundamental na preservação e disseminação da cultura. E observa que a arquitetura da UFRN, representada por monumentos como a Biblioteca Central Zila Mamede, vai além de simples estruturas físicas, sendo símbolos do conhecimento e da herança cultural.

"A própria produção acadêmica já é um patrimônio imaterial. Quantas memórias afetivas desses lugares não transmitem de geração em geração? Isso é o que nós podemos dizer de patrimônio imaterial", destaca o professor.

O patrimônio cultural material da UFRN não é apenas um conjunto de estruturas físicas, mas sim uma narrativa viva da evolução da universidade e sua contribuição para a sociedade. Preservar esses monumentos é preservar a identidade e a memória da instituição, permitindo que as gerações futuras também se conectem com a rica história da UFRN. A campanha da Livraria Cooperativa Cultural é uma homenagem a esses monumentos que moldam a paisagem da UFRN.

Serviço: Coleção “UFRN 1958”

Local de vendas: Livraria da Cooperativa Cultural Universitária

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.