Curso em Alcaçuz quer capacitar internos na área de construção civil
Natal, RN 20 de mai 2024

Curso em Alcaçuz quer capacitar internos na área de construção civil

20 de março de 2024
3min
Curso em Alcaçuz quer capacitar internos na área de construção civil

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um passo rumo à reinserção social e à oportunidade de trabalho. Esse é o objetivo do curso de Produção e Instalação de Piso Intertravado que está sendo oferecido a 40 internos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta. A iniciativa é da ONG ReforAMAR em parceria com a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP) e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN).

Selecionados pela Comissão Técnica de Classificação (CTC) com base em seu histórico de conduta carcerária, os internos estão recebendo treinamento teórico e prático sobre produção de piso intertravado, desde conceitos básicos de construção até técnicas de instalação. O piso produzido será utilizado na própria penitenciária.

O secretário da Administração Penitenciária, Helton Edi, destaca que o projeto é inspirado em iniciativas bem-sucedidas de outros estados, como no Maranhão, onde a produção de piso no sistema prisional já é uma realidade exitosa, e visa não apenas fornecer habilidades profissionais, mas também reduzir a reincidência criminal.

“A SEAP fez um intercâmbio com os gestores do sistema prisional para conhecer as boas práticas de outros estados e adaptá-las à nossa realidade para avançarmos na oferta de trabalho no RN”, explica o secretário Helton Edi ao ressaltar que 25% da remuneração paga ao interno trabalhador retorna ao Estado como forma de compensação financeira.

Promovido pela ONG ReforAMAR, o curso foi selecionado em um dos editais lançados pelo Programa Novos Rumos, do TJRN, e se estenderá até julho.

“Acreditamos que a dignidade e a educação são os pilares fundamentais da transformação positiva do mundo. Assim, esperamos contribuir para a reintegração social dessas pessoas, devolvendo para a sociedade profissionais qualificados no mercado da construção civil”, destaca a engenheira Fernanda Silmara, presidente da instituição.

O juiz Gustavo Marinho, coordenador do Programa Novos Rumos, ressalta a importância do projeto como uma ferramenta essencial para evitar a reincidência criminal e facilitar a reintegração dos beneficiários à sociedade.

“Este projeto se traduz na abertura de perspectiva para a reinserção ao mercado de trabalho das pessoas privadas de liberdade, tanto no período do encarceramento quanto na fase pós cárcere, sendo uma importante ferramenta para a não reincidência e para a ressocialização dos beneficiários”, enfatiza o magistrado.

A ReforAMAR é uma organização não-governamental potiguar que atua desde 2018 no enfrentamento à pobreza por meio do direito fundamental à moradia. A entidade reforma casas de famílias em situação de vulnerabilidade social, instituições de acolhimento e promove formação profissional de mão de obra para a construção civil.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.