Fugitivos de Mossoró continuam recebendo apoio externo, diz ministro
Natal, RN 26 de mai 2024

Fugitivos de Mossoró continuam recebendo apoio externo, diz ministro

13 de março de 2024
4min
Fugitivos de Mossoró continuam recebendo apoio externo, diz ministro
Foto: reprodução InterTV Cabugi

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, retornou a Mossoró nesta quarta-feira (13) e confirmou que os dois fugitivos do presídio federal do município continuam na região próxima a Mossoró e Baraúna, sem terem conseguido fugir para outro estado.

De acordo com Lewandowski, Deibson Nascimento e Rogério Mendonça foram vistos em 2 de março e nesta terça, 12 de março, cães de uma casa e posteriormente da polícia identificaram sinais da presença próxima dos criminosos.

“Nós temos hoje uma convicção de que os fugitivos se encontram aqui dentro ainda. Tivemos um indício muito forte representado pela visualização no dia 2 de março, eles foram avistados com certeza. Essa visualização foi confirmada pelas forças de segurança e pelos moradores locais, e no dia 12 de março houve um rastreamento positivo que foi feito a partir da constatação de que cães de uma determinada casa ficaram bastante agitados, latiram bastante. As forças de segurança foram ao local com cães altamente treinados e esses cães confirmaram a presença, portanto recente, dos dois fugitivos”, disse o titular da Justiça.

Deibson Nascimento e Rogério Mendonça escaparam da Penitenciária Federal de Mossoró em 14 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, em uma fuga inédita registrada no Sistema Penitenciário Federal (SPF).

Desde então, um contingente com cerca de 500 agentes foi deslocado para ajudar nas buscas pela região entre Mossoró e Baraúna, mas os fugitivos seguem sem serem localizados. De acordo com Ricardo Lewandowski, a operação vai continuar da forma como está. O ministro ainda lembrou que sete prisões foram efetuadas até o momento e dois veículos apreendidos. O titular da Justiça disse ter convicção de que Deibson e Rogério estão recebendo apoio externo.

“Uma convicção que as forças de segurança e os investigadores têm é que eles estão recebendo sim apoio externo. E essa é uma das razões pelas quais eles têm escapado desse cerco que tem sido feito. Então mais do que uma intimidação — é possível que alguns moradores tenham sido intimidados, algumas casas invadidas e os moradores ameaçados — mas as notícias que temos agora, as informações a partir do trabalho investigativo e que resultou nas sete prisões, é exatamente esta: que eles estão sim recebendo ajuda de fora, ajuda externa. E isso é que é que explica o relativo êxito que eles têm ao escapar deste cerco. Eles estão sendo apoiados com roupas, com alimentos e agora especialmente estão numa região onde existem muitos pomares, muitas plantações de frutas, sobretudo bananeiras, que facilita a alimentação dessas pessoas”, comentou.

Esta é a segunda vez que Lewandowski visita Mossoró desde a fuga. Ele esteve na cidade em 18 de fevereiro, quando falou que o trabalho de busca pelos dois fugitivos que escaparam da penitenciária federal "é complexo", especialmente por se desenvolver em um terreno formado por matas, zonas rurais e com grutas. 

Nesta semana, a Polícia Federal ainda divulgou as simulações de disfarces e a possível aparência dos dois fugitivos. As projeções mostram eles com bonés, óculos e crescimento de cabelo e barba. As simulações foram feitas por papiloscopistas do Instituto Nacional de Criminalística (INC).

Imagem: reprodução Polícia Federal
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.