Justiça solta suspeitos de ajudar na fuga da prisão de Mossoró
Natal, RN 26 de mai 2024

Justiça solta suspeitos de ajudar na fuga da prisão de Mossoró

11 de abril de 2024
3min
Justiça solta suspeitos de ajudar na fuga da prisão de Mossoró
Rogério da Silva Mendonça (conhecido como Tatu) e Deibson Cabral Nascimento (o Deisinho) foram recapturados no Pará / Reprodução

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Por decisão da Justiça Federal, nesta quarta-feira (10), cinco pessoas presas durante as buscas pelos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, considerada de segurança máxima, por suspeita de fazerem parte da rede de apoio a Rogério Mendonça e Deibson Cabral, foram soltas. Segundo a 8ª Vara da Justiça Federal em Mossoró, na manhã de ontem o juiz revogou a prisão preventiva de quatro pessoas e expediu as suspensões dos mandatos anteriores para outras duas que estavam foragidas. Horas depois, confirmou a liberação de mais um detento.

O advogado de três dos presos, detidos na Cadeia Pública de Mossoró e em Fortaleza, confirmou a informação da soltura à imprensa nacional. Segundo o advogado, o magistrado considerou que a liberação dos presos não causa riscos à garantia da ordem pública. Apesar da decisão, os suspeitos continuam sendo investigados e ainda podem ser condenados pela Justiça caso se comprove a colaboração. Já o processo, continua em sigilo. 

Desde o início das investigações, 8 pessoas foram presas e 10 servidores estão sendo investigados. Inclusive, um dos presos, na época, foi o irmão de Deibson (detido no Acre) e o outro foi um mecânico que teria recebido R$ 5 mil dos dois detentos para fornecer uma cabana em sua propriedade rural. No entanto, o mecânico afirmou que foi feito de refém e ajudou os foragidos sob ameaça. 

Relembre o caso

Rogério da Silva Mendonça, de 35 anos, e Deibson Cabral Nascimento, 33 anos, tinham fugido do presídio na última quarta-feira de cinzas, no dia (14) de fevereiro. Depois de 50 dias de buscas, os fugitivos de Mossoró, no Oeste Potiguar, foram recapturados no Estado do Pará.

A dupla de fugitivos foi a primeira que conseguiu escapar em toda a história do sistema penitenciário federal, que inclui ainda penitenciárias em Brasília (DF), Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). Deibson e Rogério, integram a facção criminosa Comando Vermelho e estavam em Mossoró desde setembro de 2023. Segundo as investigações, eles tinham sido “abandonados” pela facção.

Ao todo, mais de 600 policiais da Força Nacional, Estadual e Federal, foram  usados nas buscas, além de helicópteros, drones, ônibus e cães farejadores. No Rio Grande do Norte, a equipe foi desarticulada em 30 de março, após 46 dias de buscas. Segundo o Ministério da Justiça, a partir de então, as buscas passaram a ser focadas em ações de inteligência.

Saiba +

 Inédito: dois detentos fogem de Penitenciária Federal em Mossoró

 Fuga em Mossoró: área torna busca complexa, diz Lewandowski

 Inédito: dois detentos fogem de Penitenciária Federal em Mossoró

Fuga em Mossoró: Servidores são investigados após falhas na vigilância

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.