Governo Bolsonaro nomeia coronel do Exército para IPHAN no RN
Natal, RN 13 de jun 2024

Governo Bolsonaro nomeia coronel do Exército para IPHAN no RN

21 de janeiro de 2020
Governo Bolsonaro nomeia coronel do Exército para IPHAN no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Ministério do Turismo nomeou nesta terça-feira (21) um novo superintendente para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, autarquia federal responsável pela preservação e divulgação do patrimônio material e imaterial do Brasil com filial no Rio Grande do Norte.

No Diário Oficial da União, o ministro Marcelo Henrique Teixeira Dias oficializou o militar Affonso Henrique Stanislawczuk para exercer o cargo ocupado até então pelo engenheiro Ivanildo Soares da Silva. A portaria se baseia em decretos instituídos pelo governo federal no ano passado, que conferem aos ministros o poder de nomeação para provimento de cargos em comissão e designação para ocupação de funções de confiança não especificadas.

Especificamente à pasta de Turismo, o decreto n° 10.108 de 7 de Novembro de 2019 atribui vinculação de órgãos como o IPHAN e a Agência Nacional de Cinema - Ancine ao Ministério.

O novo superintendente é graduado em Ciências Militares pela Academia das Agulhas Negras e em História pela Universidade Potiguar, com um histórico de carreira baseado em especializações voltadas para a área militar. Affonso hoje atua como colaborador na UnP e professor convidado na Academia Coronel Walterler.

O ex-superintendente Ivanildo Soares é graduado em Engenharia Civil pela UFRN, com especialidade em processos construtivos e aperfeiçoamento em manutenção e recuperação de patrimônio histórico.

Atuação do IPHAN no RN

O primeiro tombamento de patrimônio realizado pelo órgão em terras potiguares foi a Fortaleza dos Reis Magos, em 2009. Além do ponto turístico na capital potiguar, o Instituto também tem outros 47 bens tombados em 9 municípios do estado, como a Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante e outras 8 edificações.

37 imagens sacras também fazem parte do patrimônio histórico potiguar, além da Festa de Santana de Caicó, considerada bem de natureza imaterial.

Publicação da nomeação no DOU
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.