Projeto do PSOL aprovado na Câmara Municipal determina que Prefeitura de Natal plante 50 mil árvores nativas em 4 anos
Natal, RN 21 de abr 2024

Projeto do PSOL aprovado na Câmara Municipal determina que Prefeitura de Natal plante 50 mil árvores nativas em 4 anos

31 de agosto de 2021
Projeto do PSOL aprovado na Câmara Municipal determina que Prefeitura de Natal plante 50 mil árvores nativas em 4 anos

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um projeto de lei aprovado nesta terça-feira (31) pela Câmara Municipal de Natal dispõe sobre arborização, plantio de árvores, a implantação de áreas verdes e de abrigo a avifauna e polinizadores. De autoria do vereador Robério Paulino (PSOL), a iniciativa inclui o plantio de 50 mil árvores nativas de médio e grande porte em 4 anos pelo Poder Executivo.

Se a proposta for sancionada pelo prefeito Álvaro Dias (PSDB), serão georreferenciadas as áreas “amigáveis” a aves e polinizadores, onde serão plantadas espécies vegetais floríferas e frutíferas de pequeno porte que forneçam alimento e abrigo a esses animais.

Esse é o primeiro projeto de lei aprovado pelo mandato do vereador do PSOL.

O projeto alerta que o estabelecimento natural de ninhos de insetos polinizadores que têm ferrão e são agressivos será permitido apenas em locais com acesso restrito e de baixa circulação de pessoas e outros animais.

Na justificativa do projeto, o vereador coloca que é de grande importância contribuir com a manutenção das inter-relações entre remanescentes de vegetação natural presentes na cidade, o cinturão verde de florestas urbanas, a área rural nos mananciais, os parques, os jardins particulares e a arborização urbana.

“Constatado que o município de Natal possui um grande déficit de arborização, estreme de dúvida, o plantio de árvores e a conservação da avifauna e dos polinizadores nesta urbe é iniciativa de grande impacto na conservação da biodiversidade e do equilíbrio ecológico urbano”, ressalta o texto, ao citar Inventário Arbóreo de 2015 realizado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e pesquisadores da Universidade Federal od rio Grande do Norte (UFRN).

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.