Rindo Tacitamente
Natal, RN 27 de mai 2024

Rindo Tacitamente

6 de setembro de 2021
Rindo Tacitamente

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Dentre tantos recursos de linguagem mobilizados pelo Humor, a ironia certamente ocupa lugar de destaque. A ironia, compreendida como o contraste entre uma aparência e uma realidade, remonta às comédias de Aristófanes e às farsas de Gil Vicente, funcionando como estratégia de crítica com o apelo ao riso. A ironia afasta e atrai. A ironia atiça nossa capacidade cognitiva de interpretar o sentido sutil daquilo que, afirmando, nega. Ou, ao contrário: negando, afirma.

Imaginemos um exemplo: “São tão belamente patrióticos esses manifestantes do 7 de setembro! Que beleza de sentimento cívico!”. Um enunciado assim proferido por uns pode soar e significar o que diz literalmente, mas sendo dito e escrito por alguém como eu, sabe-se perfeitamente – pelo contexto – que significa exatamente seu contrário e que carrega consigo uma boa dose de deboche.

Pois ironia foi o que mais me chamou a atenção no “Caderno de Deuzivaldo”, título que, ao lado de “Crônicas da Quarentena”, compõe a obra do jornalista Tácito Costa, em bonita edição realizada por José Correia e sua Caravela Selo Cultural por meio da Lei Aldir Blanc. É véspera de feriado da Independência e eu me agarro ao livro de Tácito Costa para não naufragar de vez na maré do desânimo com este país. E eis que, sorrateiramente, como a fazer jus ao nome e à pessoa do autor, vou saboreando as estórias mescladas em histórias que exploram essa habilidade de, muito seriamente, rir em segredo.

Sorrateiramente, Tácito faz uso daquelas figuras clássicas – o corno ou o fofoqueiro, por exemplo – para agregar novos tipos (o coach, o pastor) e colocar em suspenso a nossa noção de seriedade.

E tudo isso muito tacitamente.

Apresento rapidamente alguns exemplos da fina ironia de Tácito.

Em uma trama que gira ao redor da tentativa de suicídio de um homem abandonado pela amada (“Lumênia encontra um novo amor”), o narrador-personagem conta: A memória é traiçoeira, mas tentarei reconstituir com o máximo de precisão o que aconteceu com Reginaldo, a partir do que ele e os funcionários do prédio me contaram. Sim, “os funcionários”, porque apurei que todo o condomínio já estava sabendo da desdita do morador do nono andar” (p. 108).

Em “O relógio do mundo parou”, num misto de relatos com impressões pessoais sobre o mundo do trabalho, lê-se: Lembram-me de que é preciso oferecer minha contribuição para o progresso da pátria (p. 103).

Já no reencontro entre antigos colegas de escola (“O digital influencer”), na despedida, durma-se com essa: Fica bem, meu nobre amigo, Brasil acima de tudo, Deus acima de todos (p. 99).

Essas e outras pérolas de ironia marcam a estreia em livro de Tácito Costa, conhecido, dentre outros bons fatos, por ter sido editor da Revista Preá e do blog Substantivo Plural. Tácito exprime na sua escrita leve e divertida aquele primor que D. C. Muecke assinala em seu livro “Ironia e o Irônico”:

Esta é uma atividade que exige, além de uma larga experiência de vida e um grau de sabedoria mundana, uma habilidade, aliada a engenho, que implica ver semelhanças em coisas diferentes...

E, fechando com chave de ouro, em alfinetada às superexposições do mundo digital, Tácito brinca com as “Redes”:

- Boa noite, amigo! Estou indo agora para meu Green Park!

- Farei o mesmo em minutos. Boa noite!

Assim foi nossa despedida ao telefone ontem à noite.

Por coincidência, nossas redes são verdes.

Assim é o riso sossegado de Tácito Costa, nosso historiador-cronista do tempo presente. Nada melhor, pois, que desfrutar de seu livro no balanço de uma rede e esquecer os patriotas verde-amarelo deste país varonil.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.