Produtor cultural anuncia volta do MPBeco em 2022 após seis anos sem festival
Natal, RN 30 de mai 2024

Produtor cultural anuncia volta do MPBeco em 2022 após seis anos sem festival

31 de dezembro de 2021
4min
Produtor cultural anuncia volta do MPBeco em 2022 após seis anos sem festival

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O festival de Música Popular do Beco da Lama, o MPBeco, realizado de 2006 a 2015, está com parte dos recursos reservados no orçamento de 2022 da Prefeitura de Natal para ser retomado. A ação foi realizada pela vereadora Divaneide Basílio (PT), que encartou emenda com essa indicação à Lei Orçamentária Anual - LOA, votada na Câmara Municipal na terça-feira (29).

O MPBeco foi criado em 2006 e tem esse nome em homenagem à rua Dr. José Ivo, popularmente conhecida como Beco da Lama, famoso reduto boêmio de Natal, onde foi realizada a primeira edição. No ano seguinte, o projeto cresceu e passou a ser realizado na Praça Sete de Setembro, na Cidade Alta.

O festival competitivo tem o objetivo de estimular a música potiguar de todos os gêneros, revelando compositores e intérpretes, enquanto consagra os já renomados. Também inclui artistas convidados para shows de abertura e encerramento. Artistas como Khrystal, Simona Talma, Angela Castro, Júlio Lima, Irahn Barreto e Wescley Gama são alguns dos artistas potiguares com passagens pelo palco principal do festival. O evento também recebeu grandes nomes da cena independente nacional, a exemplo de Nei Lisboa, Karina Burh, Cidadão Instigado, entre outros.

"Um festival que revelou ou confirmou a trajetória de talentos como Khrystal, Simona Talma, Júlio Lima, Ângela Castro e tantos outros cantores, compositores e grupos potiguares não poderia ter ficado tanto tempo sem apoio para ser realizado. Isso precisava ser corrigido", comentou a vereadora.

"Nossa ideia nunca foi parar", desabafa idealizador do festival

Dorian Lima é produtor cultural e idealizador do MPBeco / foto: Divulgação

Idealizador do evento, o produtor cultural Dorian Lima conta que ao longo desses seis anos aprovou o festival em leis de incentivo, mas teve dificuldades para captação:

“Nossa ideia nunca foi parar. O projeto sempre foi feito com as leis de cultura e chegou um momento em que as empresas que estavam patrocinando mudaram o perfil. Ficamos sem, mas veio esse tempo todo sempre enquadrando na lei pra atualizar o prazo de captação. E depois veio a covid”.

Dorian lembra que recebeu o apoio após expor o problema para a vereadora:

“A gente encontrou com a vereadora Divaneide. Ela está sempre no Centro, prestigiando os eventos culturais. É uma emenda e a gente vai ter que correr. Mesmo que não seja o valor integral, acredito que conseguiremos retomar o evento”, disse, ao comentar que os valores gastos são relativamente altos, sendo de R$ 320 mil a última versão do projeto enquadrado em lei de incentivo.

“A gente arma e desarma a estrutura durante 3 sábados. Tudo é pago três vezes. Tem um valor relativamente alto. Se sair uma parte, o resto a gente consegue, porque tem a lei municipal, a lei estadual...”, detalhou Dorian Lima, avisando que após a confirmação dos recursos será iniciada a produção, inclusive para escolha de uma data em 2022.

Parcerias e feira mix

O projeto premia primeiro, segundo e terceiro lugares para Melhor Música, além das categorias Melhor Arranjo, Melhor Intérprete e Voto Popular.

A iniciativa também costumava julgar as melhores fotografias produzidas na festa, por meio do concurso MPBeco em Foco. A parceria com a Associação Potiguar de Fotografia – Aphoto pagava prêmios também em dinheiro a profissionais e amadores. Além disso, promovia uma feira mix durante as noites de evento.

foto de alex gurgel mpbeco
Público sempre prestigiou o MPBeco, na Cidade Alta. Festival foi realizado entre 2006 e 2015 / foto: Alex Gurgel
Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.