Vacinação contra a influenza vai até 30 de setembro no RN
Natal, RN 20 de jul 2024

Vacinação contra a influenza vai até 30 de setembro no RN

29 de agosto de 2022
3min
Vacinação contra a influenza vai até 30 de setembro no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Com uma cobertura vacinal contra a Influenza de 54,5%, segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a vacina para a doença estará disponível nos postos de saúde dos municípios apenas até o dia 30 de setembro, data em que se encerra a campanha em 2022.

A Influenza já matou mais de 1.700 pessoas no Brasil apenas em 2022 e 70% dos óbitos por influenza no país são pessoas que estão dentro dos grupos prioritários da campanha. É importante que as pessoas se vacinem para que não tenhamos um novo surto da doença devido às baixas coberturas vacinais”, comentou Laiane Graziela, coordenadora do Programa de Imunização da Sesap.

Multivacinação termina em 09 de setembro

Já no dia 09 de setembro será encerrada a Campanha Nacional de Multivacinação voltada, principalmente, para a vacina contra a poliomielite na faixa etária de 1 ano a menores de 5 anos de idade. A preocupação é com o cenário de baixas coberturas vacinais em todo o país e com a reintrodução do sarampo no Brasil. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Amapá registram surto da doença, de acordo com o Ministério da Saúde. Outras doenças, até então controladas como a poliomielite também correm risco de retorno.

No Rio Grande do Norte, pelo menos 50,97% das crianças com idade entre 1 e 4 anos 11 meses e 29 dias não estão vacinadas contra poliomielite e correm risco de contrair paralisia infantil, segundo a Sesap. A meta é de vacinar 95% desse público e os imunizantes estão disponíveis nas unidades de saúde dos municípios.

O esquema vacinal prevê a aplicação de três doses para que a cobertura seja considerada completa, o que a Sesap e o Ministério da Saúde chamam de vacina VIP.  Pelo esquema vacinal, a 1ª dose deve ser aplicada aos 2 meses de vida, a 2ª dose aos 4 meses e a 3ª dose aos 6 meses, todas injetáveis. Apenas depois dessa fase, são aplicadas as doses de reforço (VOP), sendo a 1ª entre os 15 e 18 meses e a 2ª entre os 4 e 5 anos, podendo ambas ser por meio da vacina oral.

Saiba +

50% das crianças entre 1 e 4 anos não estão vacinadas contra pólio no RN e correm risco de ter paralisia infantil

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.