Daniel Diniz deve ser reconduzido para o cargo de reitor da UFRN
Natal, RN 16 de jul 2024

Daniel Diniz deve ser reconduzido para o cargo de reitor da UFRN

9 de novembro de 2022
2min
Daniel Diniz deve ser reconduzido para o cargo de reitor da UFRN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Em meio a cortes orçamentários por parte do Governo Federal e ameaça de suspensão de serviços no hospital universitário, o professor José Daniel Diniz Melo deve ser reconduzido para o cargo de reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em chapa única que tem como vice o professor Henio Ferreira de Miranda.

Denominada “Unidos pela UFRN: Inovadora, Inclusiva e de Excelência”, a chapa foi submetida à consulta pública via SIGEleição, nessa terça-feira (8), e o resultado ainda não foi oficialmente proclamado pela Comissão Organizadora, o que deve ocorrer ainda nesta quarta-feira  (9).

Trata-se de um indicativo da comunidade universitária dos possíveis nomes para representar a Reitoria da UFRN nos próximos anos e ainda não é uma escolha da lista tríplice de candidatos.

Daniel Diniz enfrentou anos difíceis com cortes no orçamento e bloqueio de verbas promovidos pelo governo federal, com o presidente Jair Bolsonaro. Só em 2022, foram R$ 24 milhões a menos do montante que era de R$ 115 milhões. Em declarações recentes, o reitor disse que a situação é “extremamente grave”.

Os cortes ocorreram no orçamento discricionário, que inclui despesas de custeio, como pagamento de bolsas e auxílio estudantil, contas de água e telefone, contratos de segurança e manutenção – podendo inviabilizar o pagamento de contratos de terceirização e o fornecimento de energia nos campi da instituição.

HUOL

A eleição do reitor ocorre em meio a um crise no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que pertence à UFRN e é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Na segunda-feira (7), o superintendente da unidade comunicou a suspensão de cirurgias, exames e o fechamento de alas. A medida, no entanto, foi revogada um dia depois.

“O prejuízo é enorme para a saúde do estado e para a formação dos nossos alunos”, alertou o reitor da UFRN.

Daniel Diniz e o superintendente do HUOL, Stenio da Silveira, vão se encontrar nesta quinta-feira (10), em Brasília, com o presidente da EBSERH, Oswaldo Ferreira. Em pauta, a suplementação orçamentária necessária para regularizar o funcionamento do hospital até o final do ano.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.