Ciclistas convocam protesto contra trincheira na esquina das Avenidas Salgado Filho com Alexandrino de Alencar
Natal, RN 24 de jul 2024

Ciclistas convocam protesto contra trincheira na esquina das Avenidas Salgado Filho com Alexandrino de Alencar

3 de maio de 2023
5min
Ciclistas convocam protesto contra trincheira na esquina das Avenidas Salgado Filho com Alexandrino de Alencar

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A Associação dos Ciclistas do Rio Grande do Norte (Acirn) convocou um protesto para a tarde desta quinta (04), a partir das 17h, da esquina das Avenidas Salgado Filho com Alexandrino de Alencar, no bairro do Tirol, em Natal.

O local é o mesmo onde será construída uma trincheira, um tipo de túnel, que na justificativa da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), vai reduzir os engarrafamentos e dar maior vazão ao tráfego de veículos no local. No entanto, os ciclistas argumentam que a obra é agressiva e vai no caminho contrário do que vem sendo realizado nas capitais vizinhas, como João Pessoa e Fortaleza, que têm priorizado a construção de ciclovias e ciclofaixas para incentivar o uso da bicicleta na cidade.

É de conhecimento mundial que esse tipo de obra, além de danos ao ambiente urbano, não resolve o problema do trânsito, cuja causa maior é, justamente, o excesso de infraestrutura pró carros, em vez de outros modos de mobilidade, como transporte público e bicicletas. Esse tipo de obra é resultado de uma mentalidade urbana atrasada e ultrapassada no mundo todo. A prática atual não é construir isso, mas demolir essas infraestruturas e melhorar o ambiente na superfície para uso de pedestres, ciclistas e transporte público”, traz um trecho do manifesto publicado em redes sociais.

No último dia 20 de abril, a Prefeitura de Natal divulgou o resultado da concorrência pública para a realização da obra. A vencedora da concorrência que teve o critério de menor preço foi a empresa POTIGUAR CONSTRUTORA LTDA, com uma proposta de R$ 24.246.597,73. A segunda colocada foi a TCPAV – TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO E PAVIMENTAÇÃO EIRELI, com proposta de R$ 25.117.369,41. O resultado foi republicado no dia 27 de abril por incorreção.

A obra, orçada inicialmente em R$ 25 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional, com contrapartida de R$ 88 mil da Prefeitura de Natal, deve ser concluída num prazo de nove meses. Quando o serviço foi anunciado, em maio do ano passado, moradores e comerciantes da região criticaram a falta de estudos para a realização da intervenção, considerada de grande impacto.

Os cálculos da STTU

Salgado Filho com Alexandrino de Alencar I Fotos: Mirella Lopes
Salgado Filho com Alexandrino de Alencar

Pelas contas da STTU, a obra deve absorver o fluxo de veículos dos próximos dez anos, que deve passar dos atuais 65 mil veículos para 95 mil veículos por dia.

Durante a construção da trincheira, o cruzamento da Avenida Salgado Filho com a Alexandrino de Alencar ficará parcialmente interditado durante nove meses. Nesse período, apenas uma mão na Alexandrino e outra na Salgado Filho deve continuar aberta ao tráfego.

Quando o serviço for concluído, o semáforo de três tempos que existe hoje no local será substituído por um para pedestres.

Áreas esvaziadas...

Projeto de trincheira no cruzamento da Salgado Filho com Alexandrino de Alencar elaborado pela Prefeitura de Natal I Imagem: reprodução
Projeto de trincheira no cruzamento da Salgado Filho com Alexandrino de Alencar elaborado pela Prefeitura de Natal I Imagem: reprodução

Consultado anteriormente pela Agência Saiba Mais, o especialista em trânsito e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Rubens Ramos, alerta que obras como trincheiras tendem a deixar o ambiente hostil a humanos. Como exemplo, ele citou as áreas onde serviços semelhantes foram executados para a Copa de 2014 e que tiveram a vida comercial esvaziada, como a região da Avenida Capitão Mor-Gouveia, perto do Sebrae, o final da Romualdo Galvão, a Jerônimo Câmara e a Avenida Lima e Silva.

Adeus sombra...

Salgado Filho no sentido Zona Sul I Foto: Mirella Lopes
Salgado Filho no sentido Zona Sul I Foto: Mirella Lopes

Ramos também demonstrou que para executar a obra seria necessária a derrubada de todas as árvores localizadas no canteiro central da Alexandrino de Alencar, além daquelas na Avenida Salgado Filho que ficam a até 500 metros do cruzamento.

Ao ser procurada para explicar essa questão, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) afirmou que só seria possível saber o número de árvores derrubadas, depois que elas fossem tombadas.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.