61,3% das pessoas com deficiência que trabalham no RN têm empregos informais
Natal, RN 20 de mai 2024

61,3% das pessoas com deficiência que trabalham no RN têm empregos informais

7 de julho de 2023
3min
61,3% das pessoas com deficiência que trabalham no RN têm empregos informais

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A taxa de informalidade para pessoas com deficiência no Rio Grande do Norte chegou a 61,3% em 2022, enquanto as pessoas sem deficiência tiveram o percentual de 42,9%, uma diferença de cerca de 18,4 pontos percentuais.

Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta sexta-feira (7) e fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC).

Em 2022, o total de pessoas com deficiência com idade de trabalhar no RN era cerca de 324 mil, sendo 191 mil mulheres e 133 mil homens. Apesar disso, aquelas que estavam de fato na força de trabalho representaram cerca de 85 mil pessoas sendo 47 mil de mulheres e 38 mil de homens, enquanto pouco mais de 239 mil pessoas com deficiência estavam fora da força de trabalho no estado (95 mil eram homens e 144 mil mulheres).

A diferença entre a taxa de participação da força de trabalho entre homens e mulheres sem deficiência foi de 23 pontos percentuais e, entre homens e mulheres com deficiência, de 4,1 pontos.

Seguindo a mesma análise da força de trabalho, porém em relação a cor ou raça, estimou-se que, no RN, as taxas de participação das pessoas com deficiência pretas e pardas foram de 20,2% e 30%, respectivamente, enquanto as pessoas com deficiência brancas registraram 23,1%. Avaliando para as pessoas sem deficiência, essa taxa foi de 54,4% (pardas), 59,6% (brancas) e 62,8% (pretas).

A faixa etária das pessoas com deficiência com a maior taxa de participação da força de trabalho ocorreu entre as pessoas de 30 a 49 anos (50,3%). As pessoas de 14 a 29 anos registraram taxa de 25,5%, enquanto o grupo de 50 a 59 anos alcançou cerca de 39%, já os idosos (60 anos ou mais de idade), apenas 10,7%.

Cerca de 1,4 milhões de pessoas no Rio Grande do Norte estavam ocupadas em 2022, sendo que 78 mil dessas eram pessoas com deficiência. Entre as ocupadas de 14 a 59 anos de idade, em relação ao sexo, 532 mil eram mulheres, das quais 35 mil com deficiência. O contingente de homens ocupados na mesma faixa etária foi de 764 mil, sendo 26 mil desses, homens com deficiência.

Apenas 25,7% dos homens com deficiência no estado estavam ocupadios, enquanto para os homens sem deficiência esse indicador foi de 62,4%. Já entre as mulheres, o nível da ocupação entre as que têm deficiência foi de 23% e das sem deficiência, 40%.

Quanto a cor ou raça, as pessoas sem deficiência pretas (57%) foi cerca de 3 vezes superior ao das pessoas com deficiência pretas (18,9%).

Rendimento

O rendimento médio real de pessoas com deficiência também é inferior, equivalente a R$ 1373,00, enquanto o rendimento do trabalho principal das pessoas sem deficiência era de R$ 1.926,00.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.