Assembleia aprova campanha por recomposição salarial e valorização dos jornalistas no RN
Natal, RN 24 de abr 2024

Assembleia aprova campanha por recomposição salarial e valorização dos jornalistas no RN

27 de agosto de 2023
4min
Assembleia aprova campanha por recomposição salarial e valorização dos jornalistas no RN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Profissionais filiados ao Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte (Sindjorn) aprovaram por unanimidade, na última quinta-feira (24), a realização de uma campanha por recomposição salarial e valorização da categoria. A plenária ocorreu de forma on-line e deliberou por um percentual de 11,5%, referente a perdas salariais de 2019 a 2022, somada à inflação dos últimos 12 meses.

Estamos juntando as perdas que tivemos desde a data base de 2019/2020 até o período da inflação dessa nova data. Não estamos tendo nenhum ganho real”, esclarece o presidente do Sindjorn, Alexandre Othon, destacando que o atual cenário econômico é desafiador para a categoria.

A situação começou a se agravar em 2019/2020, quando o país mergulhou em uma crise econômica que foi agravada pela chegada da pandemia da Covid-19. O setor jornalístico não escapou dos impactos, com a redução de receitas devido à diminuição de anunciantes e fechamento de comércios. Durante esse período, a prioridade dos jornalistas foi a manutenção dos empregos, o que levou a negociações abaixo da inflação.

Contudo, sempre foi colocado em mesa pelo Sindjorn, que os percentuais perdidos seriam cobrados em negociações posteriores. Agora é a vez de colocar as perdas na mesa de negociação”, afirmou Othon.

Além do reajuste salarial, os jornalistas também reivindicam a preservação de conquistas históricas, como o anuênio, plano de saúde e apoio em casos de acidentes. Além disso, a luta contra o assédio moral e a busca por contratos justos com as empresas de comunicação são pautas relevantes, com apoio jurídico disponível para sindicalizados.

A categoria não abre mão dos ganhos históricos. São muitos pontos a serem colocados e já estamos conversando com a empresas, pois envolve investimentos consideráveis, mas que trazem um melhor ambiente para o profissional, como coletes balísticos para equipes que trabalham com o setor de polícia, sabendo que, qualquer intercorrência, a empresa é responsabilizada diretamente pelo fato”, avalia o dirigente sindical.

Um dos maiores desafios é elevar os salários dos jornalistas do RN, que estão entre os mais baixos do país. O sindicato busca atingir níveis semelhantes aos estados mais bem remunerados, como Maceió, que possui um piso superior a R$ 4 mil.

Hoje, um jornalista acumula vários empregos para ter algo melhor no final de mês, que nem sempre é o ideal pelo excesso de trabalho, que acaba minando a saúde e a família”, pontua Othon.

A jornada de valorização profissional também envolve esforços políticos. A categoria tem se empenhado em buscar o apoio dos parlamentares no Congresso Nacional pelo retorno da exigência do diploma para o exercício da profissão, uma pauta que ganha força desde 2012.

A FENAJ e os sindicatos filiados têm feito um trabalho de formiguinha, conversando com as respectivas bancadas dos Estados em busca de apoio. Como se trata de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição), precisamos de 308 votos. O projeto não retroage para prejudicar quem já tem o registro”, explica Othon.

Outro desafio a ser enfrentado será a busca por estabelecer um Piso Nacional para os Jornalistas. No início do mês de agosto, representantes de Sindicatos de Jornalistas filiados à Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) aprovaram a realização de uma Campanha Salarial Nacional Unificada da categoria em 2024.

Como perspectiva de lutas futuras, o presidente do Sindjorn disse que está planejando realizar seminários sobre questões profissionais antes do Congresso Estadual de 2024.” Essa iniciativa visa a aproximação e a criação de um ambiente de participação ativa”.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.