Chapadão de Pipa: Audiência Pública dia 25 mobiliza comunidade e sofre pressões
Natal, RN 23 de abr 2024

Chapadão de Pipa: Audiência Pública dia 25 mobiliza comunidade e sofre pressões

17 de setembro de 2023
3min
Chapadão de Pipa: Audiência Pública dia 25 mobiliza comunidade e sofre pressões

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Mais um passo na luta pela preservação do Chapadão de Pipa, situado em Tibau do Sul, Rio Grande do Norte, um dos locais mais icônicos da região Nordeste do Brasil. Esse é o significado da convocação de uma Audiência Pública para o próximo dia 25 de setembro. Sem local ainda para realização, o movimento #todospelochapadão denunciou, em comunicado público, a pressão do poder econômico para que a discussão não aconteça.

Em face de todas as adversidades, gostaríamos de informar que, apesar de termos feito diversas tentativas e tratativas, o local anteriormente indicado decidiu não mais receber audiência pública”, diz o documento em referência ao hotel inicialmente agendado para receber o debate.

Para o movimento #todospelochapadão, o debate com o envolvimento da comunidade representa não apenas um marco significativo na luta pela proteção desse ambiente natural, mas também para consolidação de um movimento que transcende gerações e preocupações imediatas.

Embora o movimento tenha inicialmente se concentrado em um único empreendimento, a abordagem agora é holística, considerando o meio ambiente como um todo. A audiência pública é uma ferramenta jurídica e democrática que visa garantir a participação efetiva da comunidade nas decisões que afetam a região e suas vidas”, afirmou Gabriela Lyra, uma das lideranças do movimento.

O movimento #todospelochapadão surgiu em julho deste ano em contraponto à intenção da GAV Empreendimento de usar mais de 21 mil metros quadrados de área verde da Praia de Pipa para construir um condomínio residencial. A empresa cercou uma área do Chapadão da praia onde pretende levantar 11 blocos e 246 apartamentos, nas proximidades da Avenida Baía dos Golfinhos.

Gabriela Lyra destaca que as preocupações do grupo vão além das questões ambientais imediatas. “Estamos falando de uma região que abriga a comunidade quilombola de Sibauma, reconhecida e certificada pela Fundação Cultural Palmares. O turismo predatório e o avanço de empreendimentos imobiliários ameaçam não apenas o meio ambiente, mas também o patrimônio cultural e histórico, protegido pelo Art. 216 da Constituição Federal”, avaliou.

Assim, a defesa do Chapadão de Pipa se tornou uma questão que abraça tanto a natureza quanto a cultura e a identidade da comunidade. “O movimento #todospelochapadão é uma continuação de lutas anteriores e representa a voz de uma comunidade que tem defendido seus direitos e seu ambiente por gerações”, enfatizou Lyra.

A expectativa em relação à audiência pública é grande. Para o movimento, esta é uma oportunidade única para um diálogo aberto e significativo entre a comunidade, as autoridades governamentais e outros interessados. A esperança é que a “audiência leve a decisões informadas que respeitem os direitos da comunidade e a integridade do meio ambiente e do patrimônio cultural”, explicou Gabriela.

Além da audiência, “o movimento planeja continuar sua luta através de várias frentes”. Isso inclui ações legais para proteger o Chapadão de Pipa, mobilização comunitária para conscientização e parcerias com outras organizações preocupadas com as questões ambientais e culturais da região. O objetivo é criar uma estratégia abrangente que aborde tanto as questões ambientais quanto as culturais e sociais que afetam a comunidade, garantindo um futuro sustentável para o Chapadão de Pipa e suas riquezas naturais e culturais.

Leia também - Empresa cerca chapadão de Pipa para construir condomínio; moradores protestam

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.