Servidores denunciam reforma de fachada, falta de materiais básicos, ratos e escorpiões em Unidade Mista de Felipe Camarão
Natal, RN 17 de abr 2024

Servidores denunciam reforma de fachada, falta de materiais básicos, ratos e escorpiões em Unidade Mista de Felipe Camarão

6 de setembro de 2023
3min
Servidores denunciam reforma de fachada, falta de materiais básicos, ratos e escorpiões em Unidade Mista de Felipe Camarão

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Além da falta de materiais básicos para atendimentos mais simples, como troca de curativos, pacientes e trabalhadores da Unidade Mista de Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal, ainda precisam lidar com os ratos, baratas e escorpiões encontrados no local, segundo denúncia apresentada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN).

Na lista de material em falta está: atadura, gases, soro, medicação para controle da pressão arterial, anticoagulantes, antibióticos e placas para curativos.

Os trabalhadores também apontam a falta de equipamentos e problemas na estrutura física da unidade, como infiltrações, mofo, defeitos na rede elétrica e hidráulica, falta de sala para atendimento da enfermagem e agentes comunitários, além da ausência de segurança, porteiro e recepcionista na unidade.

Problemas encontrados na Unidade Mista de Felipe Camarão I Foto: Sindsaúde/RN
Problemas encontrados na Unidade Mista de Felipe Camarão I Foto: Sindsaúde/RN

Na visita mais recente ao local, realizada nesta terça (5), os representantes do Sindsúde/RN encontraram áreas sem enfermeiro (a), dois auxiliares de enfermagem quando deveria haver 12, 27 agentes de saúde ao invés de 36, para dar conta de três unidades, tendo a principal delas uma demanda média de 300 atendimentos por dia.

A equipe do Sindicato ainda flagrou um dos pacientes que procurou a unidade para fazer o curativo em uma ferida que possui no tornozelo, mas, sem material para o procedimento, foi colocada no local uma máscara facial de proteção contra a covid-19 para cobrir o ferimento no qual deveria ter sido feito curativo.

Sem material para curativo, paciente coloca máscara facial para covid-19 em ferimento I Foto: Sindsaúde/RN

Sem material para curativo, paciente coloca máscara facial para covid-19 em ferimento I Foto: Sindsaúde/RN"Na sala da dentista, uma das cadeiras está há quase um ano quebrada, precisando de manutenção ou de substituição, o que ainda não aconteceu porque não há licitação nem contrato com nenhuma empresa que dê esse suporte. A sala não oferece condições de realizar cirurgia, apenas procedimentos básicos e de acolhimento à demanda aberta, sem agendamentos”, aponta o Sindicato.

Em agosto do ano passado os moradores do bairro fizeram um protesto denunciando o sucateamento e possível fechamento da unidade. Depois disso, a Secretaria Municipal de Saúde da capital fez uma reforma, mas não conseguiu resolver os problemas apontados durante a matéria.

Moradores durante protesto em 2022 por problemas na Unidade Mista e na Unidade de Saúde da Família do bairro de Felipe Camarão, em Natal I Foto: cedida

Moradores durante protesto em 2022 por problemas na Unidade Mista e na Unidade de Saúde da Família do bairro de Felipe Camarão, em Natal I Foto: cedida

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.