UFRN aprova criação de curso bacharelado em Relações Internacionais
Natal, RN 29 de fev 2024

UFRN aprova criação de curso bacharelado em Relações Internacionais

26 de setembro de 2023
2min
UFRN aprova criação de curso bacharelado em Relações Internacionais

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN aprovou, nesta terça-feira (26), uma proposta de criação e projeto pedagógico do curso de bacharelado em Relações Internacionais. A proposta venceu, por unanimidade, e será em modalidade presencial, com 50 vagas anuais para estudantes, por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), do turno vespertino e com duração de 2.700 horas, totalizando de 8 a 12 semestres, além de ser vinculado ao Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA). 

Segundo a UFRN, o objetivo da graduação é capacitar e formar profissionais aptos a desenvolver atividades com interfaces internacionais e que atuem nas esferas públicas e privadas, por meio de uma formação ampla e interdisciplinar, com ancoragem nos campos das Ciências Sociais e Humanas Aplicadas.

Na proposta do curso, o bacharelado surge da necessidade de expansão das atividades e alcance da formação em nível superior por áreas tradicionais e inovadoras, diante da complexidade do mundo em que vivemos. Além de que, essa também é uma tentativa de internacionalizar a UFRN. 

O curso funcionará em estruturas exclusivas e também compartilhada com os demais cursos do CCSA e com outros setores da UFRN. Algumas áreas de atuação possíveis para os profissionais de Relações Internacionais são: turismo internacional, setor portuário, energias renováveis, cooperação internacional e desenvolvimento, comércio exterior, investimentos estrangeiros, entre outros. 

“É uma oportunidade para muitos alunos que sonham e atuar internacionalmente”, pontua estudante de faculdade privada 

Isabelly Noemi cursa Relações Internacionais em uma instituição privada de Natal. A estudante conseguiu uma bolsa na Faculdade e diz que gostaria de poder estudar em uma universidade pública.  

“Eu, atualmente, faço esse curso porque sou bolsista. Sempre quis fazer na UFRN, mas como não tinha, eu optei por procurar uma bolsa. Eu consegui, mas sei que muitas pessoas não tiveram essa mesma oportunidade, e saber que elas terão uma chance a partir de hoje, é muito gratificante”, comenta. 

A universitária finaliza dizendo que a universidade pública é importante na formação de várias pessoas na sociedade.

“A educação pública transforma e muda a vida de muita gente. Então, oportunidades como essa são fundamentais para a sociedade começar a se desenvolver”, desabafou.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.