Taxa de desemprego é a menor desde o golpe contra Dilma
Natal, RN 22 de abr 2024

Taxa de desemprego é a menor desde o golpe contra Dilma

30 de dezembro de 2023
2min
Taxa de desemprego é a menor desde o golpe contra Dilma
Foto: Adobe Express

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em novembro foi de 7,5%, dando sinais de recuperação da economia no governo Lula (PT). É o menor índice desde fevereiro de 2015, segundo governo de Dilma Rousseff (PT), interrompido pelo golpe em 2016. Especificamente para trimestres terminados em novembro, o índice é o menor desde 2014, quando alcançou 6,6%. 

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada na sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No trimestre terminado em agosto, a taxa estava em 7,8%, enquanto o indicador do trimestre encerrado em agosto de 2022 era de 8,1%, quando Bolsonaro (PL) estava no governo.

O resultado reflete o número de pessoas ocupadas, estimado em 100,5 milhões, o maior desde que a série histórica foi iniciada, em 2012. O número representa crescimento de 0,9% em 3 meses.

O número de empregados com carteira de trabalho no setor privado (excluindo trabalhadores domésticos) foi de 37,7 milhões, com alta de 1,4% (mais 515 mil) no trimestre e de 2,5% (mais 935 mil) no ano. Já o número de empregados sem carteira no setor privado (13,4 milhões) foi o maior da série, apesar de ficar estável no trimestre e no ano.

O número de trabalhadores por conta própria (25,6 milhões de pessoas) também ficou estável frente ao trimestre anterior e ao mesmo período do ano passado, assim como o número de trabalhadores domésticos (5,9 milhões de pessoas).

A quantidade de desempregados permaneceu estável, totalizando 8,2 milhões de pessoas. É a menor desde o trimestre encerrado em abril de 2015, quando 8,15 milhões de brasileiros estavam em busca de oportunidades de trabalho.

*Com informações da Agência IBGE Notícias

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.