IFRN Cidade Alta muda nome para incluir comunidades da Ribeira e Rocas
Natal, RN 18 de mai 2024

IFRN Cidade Alta muda nome para incluir comunidades da Ribeira e Rocas

1 de janeiro de 2024
1min
IFRN Cidade Alta muda nome para incluir comunidades da Ribeira e Rocas
Unidade se chamava "Cidade Alta", mesmo com aulas concentradas nas Rocas | Foto: divulgação IFRN

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Um dos quatro campi do IFRN em Natal, a unidade localizada na zona leste deixa de se chamar “Cidade Alta” e passa a ser “Campus Natal-Centro Histórico”. O processo de alteração foi concluído após tramitação no Conselho Superior (Consup) do IFRN e no Ministério da Educação (MEC).

Até 2016, a unidade da zona leste funcionava somente na Avenida Rio Branco, na Cidade Alta. Naquele ano, o IFRN se expandiu e abriu um novo prédio nas Rocas, abrigando cursos técnicos integrados em Multimídia e Lazer e o curso de graduação em tecnologia em Gestão Desportiva e de Lazer. Por isso, o IFRN Cidade Alta passou, na verdade, a contemplar dois bairros diferentes.

Em 2020, veio outra mudança: com o início da pandemia, o prédio do IFRN foi fechado ao público. Na retomada das aulas, os cursos passaram a se concentrar nas Rocas, deixando a edificação da Cidade Alta somente com atividades administrativas. 

A sugestão de mudança de nome do campus era discutida há oito anos, em virtude das dificuldades de comunicação causadas pelo nome anterior e o exercício em duas unidades em bairros distintos. 

Em 2015, o então diretor-geral, Lerson Maia, apresentou a proposta inspirada no Campus Centro Histórico do Instituto Federal do Maranhão (IFMA). Na metade do ano seguinte, a comunidade acadêmica foi consultada durante o Multifóruns de Debate, sendo amplamente aceita pelos técnicos administrativos na ocasião. Em 2017, os docentes da unidade foram consultados, através de um formulário digital, e todos os que responderam concordaram com a proposta.

No dia 23 de março de 2022, foi apresentada a proposta para o novo nome: Natal - Centro Histórico, através do canal no YouTube do Campus Natal-Cidade Alta do IFRN. 

O estudante de Eventos, Pedro Venâncio, acredita que além de resolver os ruídos de comunicação, o nome aprovado pela comunidade acadêmica reafirma a importância da inserção do IFRN nos bairros que mais precisam da sua atuação: 

"Com essa ação, o Centro Histórico de Natal avança em suas fronteiras pré-estabelecidas (Ribeira - Cidade Alta) e abraça as Rocas, reafirmando a importância do bairro para a nossa história. Espero que com isso consigamos inserir cada vez mais a comunidade local em nossa instituição, com projetos de ensino, pesquisa e extensão voltados para o desenvolvimento da região, dever da educação pública", disse.

Parte interna do IFRN Rocas | Foto: divulgação

"Temos discutido o novo nome para o Campus em razão de todas as atividades acadêmicas terem sido concentradas na Unidade Rocas. A proposta foi levantada anos atrás e agora foi apresentada com um novo cronograma", explicou o diretor-geral do Campus, professor Ayres Charles. 

Ainda em 2022, o processo foi enviado para o Consup, que aprovou a mudança do nome. Em dezembro de 2023 o nome foi cadastrado no Ministério da Educação, finalizando a formalização da mudança.

História

Datado do início do século XX, o antigo casarão que abrigou a Escola de Aprendizes Artífices, o Liceu Industrial e a Escola Industrial de Natal, foi palco de centenas de histórias. Entre as décadas de 20 e 30, passou por diferentes reformas, numa das quais ganhou o piso superior e a fachada que o caracteriza.

Na década de 1970, o prédio histórico foi concedido à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que instalou no local, entre outros órgãos, sua Televisão Universitária, com funcionamento até 1995. Mais de uma década se passou, e, motivada pela iminência do centenário do então Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Cefet-RN) e pelo estado de abandono em que se encontrava o prédio, o edifício foi reivindicado e reintegrado, sua reinauguração ocorreu em 23 de setembro de 2009.

Em abril de 2016, o Campus Natal-Cidade Alta inaugurou sua primeira ampliação: uma nova Unidade no histórico bairro das Rocas, a cerca de 2 km de distância de seu histórico prédio na Avenida Rio Branco. 

O edifício da Unidade Rocas também abrigou muitas histórias, pois costumava funcionar a antiga Rotunda, sede da oficina de recuperação das locomotivas e vagões da Rede Ferroviária Federal (Refesa). 

Hoje, as novas dependências contam com diversas salas de aula, quadra poliesportiva, pista de skate e estacionamento ampliado para estudantes e funcionários. As principais atividades do Campus se concentram nos eixos tecnológicos voltados à produção cultural, multimídia, eventos, turismo e lazer.

Além do IFRN Centro Histórico, Natal também possui os campi Central e Zona Norte, com aulas presenciais, e o Campus Avançado Zona Leste, para aulas do Ensino à Distância (EaD), que possui instalações físicas dentro do IFRN Central.

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.