Prouni aumenta chances para bolsistas se tornarem médicos ou advogados
Natal, RN 3 de mar 2024

Prouni aumenta chances para bolsistas se tornarem médicos ou advogados

18 de janeiro de 2024
3min
Prouni aumenta chances para bolsistas se tornarem médicos ou advogados
Foto: Rafa Neddermeyer / Agência Brasil

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

O Ministério da Educação divulgou a primeira edição do ProUni-2024 com maior número de vagas para os cursos de Direito e Medicina. Desde dezembro passado esse aumento estava autorizado, para dar mais chances a alunos bolsistas.

O período de inscrição para o programa começa dia 29 de janeiro até 1º de fevereiro, pelo Portal Único de Acesso ao Ensino Superior. A divulgação do resultado ocorrerá em duas chamadas, sendo a primeira no dia 6 de fevereiro e a segunda no dia 27 do mesmo mês.  

Critérios
Para participar do processo seletivo, é necessário que o candidato, tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na edição de 2022 ou de 2023;  tenha obtido nota igual ou superior a 450 pontos na média das cinco provas do Enem;  tenha tirado nota acima de zero na prova de redação do Enem e  não tenha participado do referido exame na condição de treineiro (candidato que não concluiu o ensino médio e participa do exame para fins de autoavaliação).  

Além desses critérios, o candidato a bolsista precisa atender a pelo menos uma das seguintes condições: 

  • ser pessoa com deficiência; 
  • ser professor da rede pública de ensino, exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia, destinados à formação do magistério da educação básica (educação infantil, ensinos fundamental e médio), conforme Decreto nº 5.493/2005;
  • ter cursado o ensino médio integralmente em escola da rede pública; ou ter estudado o ensino médio integralmente em instituição privada na condição de bolsista integral da respectiva instituição, entre outras condições de estudo.

Renda familiar
A renda familiar também é levada em consideração dentro do cálculo, que considera que a renda bruta mensal de todos os membros da família do candidato à bolsa estudantil, não pode ultrapassar 1,5 salário mínimo para cada membro. Os requisitos de renda foram estabelecidos na Lei nº 11.096/2005.

Caso o estudante seja selecionado, a comprovação de renda deve ser feita no momento da inscrição e, também, na matrícula na instituição privada de ensino superior, com contracheques, declaração de Imposto de Renda ou extratos bancários. Para comprovar a renda familiar, é necessário apresentar documentação como contracheque, declaração do imposto de renda ou extrato bancário.

O candidato professor da rede pública de ensino não precisa se submeter à regra da renda familiar do ProUni. 

Fonte: Agência Brasil

As mais quentes do dia

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.