RN: Grevistas são impedidos de acessar evento com ministro da Educação
Natal, RN 17 de mai 2024

RN: Grevistas são impedidos de acessar evento com ministro da Educação

15 de abril de 2024
2min
RN: Grevistas são impedidos de acessar evento com ministro da Educação

Ajude o Portal Saiba Mais a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Servidores da UFRN e do IFRN fazem um ato na manhã desta segunda-feira (15), na visita do ministro Camilo Santana (Educação) ao Rio Grande do Norte. Professores e técnico-administrativos buscam chamar a atenção do ministro para as pautas da greve dos servidores da educação federal, que envolvem a recomposição do orçamento dos Institutos Federais, a reestruturação das carreiras, a revogação das medidas contrárias aos serviços públicos e o reajuste salarial.

Camilo Santana está no Rio Grande do Norte para o lançamento do programa Pé-de-Meia, uma poupança destinada a promover a permanência e a conclusão escolar de estudantes do ensino médio. O evento no Hotel Holiday Inn Natal estava previsto para começar às 9h30 e começou depois das 10h.

Desde cedo, porém, servidores e estudantes já se concentravam na porta do hotel aguardando a cerimônia com Santana, e chegaram por volta das 8h. O ato foi chamado de “Bom dia, Ministro!”.

Os manifestantes, contudo, reclamaram da proibição de entrada no hotel para o ato pacífico. Policiais militares montaram uma barreira na porta e não deixaram que os servidores em greve e estudantes que estavam no ato em apoio fossem para a parte interna. 

Lançamento do Pé-de-Meia

O evento que acontece nesta manhã em Natal é a formalização entre o MEC e o Governo do Rio Grande do Norte da adesão do estado ao Pé-de-Meia, buscando divulgar os critérios e formas de acesso e permanência no programa para os estudantes matriculados no ensino médio público potiguar.       

O Pé-de-Meia prevê o pagamento de incentivo mensal de R$ 200, que podem ser sacados em qualquer momento, mais depósitos de R$ 1.000 ao final de cada ano concluído, que o estudante só pode retirar da poupança após se formar no ensino médio. Considerando as dez parcelas de incentivo, os depósitos anuais e, ainda, o adicional de R$ 200 pela participação no Enem, os valores chegam a R$ 9.200 por aluno.

Apoiar Saiba Mais

Pra quem deseja ajudar a fortalecer o debate público

QR Code

Ajude-nos a continuar produzindo jornalismo independente! Apoie com qualquer valor e faça parte dessa iniciativa.

Quero Apoiar

Este site utiliza cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.